Notícias

Brasil está na contramão da desaceleração econômica global, aponta ONU

Entidade estima um crescimento de 3,3% no PIB brasileiro em 2023, enquanto o mundo deve avançar 2,4%. Relatório vê preocupações com a economia da zona do Euro

Três moedas de um real
O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país num determinado período, e serve para medir a evolução da economia.

Por Redação B3 Bora Investir

Em meio as preocupações do mercado financeiro sobre o impacto da alta dos juros na economia global, um relatório da Organização das Nações Unidas apontou que o Brasil deve crescer em 2023 acima da média mundial.

O Produto Interno Bruto (PIB) deve avançar 3,3% em 2023, ante a previsão anterior de alta de 0,9% e acima dos 2,9% no ano passado. Essa melhora veio após um período, entre 2015 e 2022, em que a economia brasileira não acompanhou o crescimento global.

Segundo a ONU, a melhora “das exportações de commodities e as colheitas abundantes impulsionaram o crescimento brasileiro”. No entanto, a entidade afirma que “forças negativas” pesaram sobre o crescimento do país, principalmente os impactos da elevação dos juros de curto prazo.

“Uma expansão fiscal significativa em 2023 deve compensar essas forças recessivas, mas o impulso fiscal para 2024 – embora ainda sujeito a negociações políticas – deve se tornar negativo, reduzindo o crescimento do PIB para 2,3%”.

Desaceleração da economia global

O desempenho do Brasil se descola da previsão de perda de ritmo da economia mundial. O PIB global deve desacelerar de 3% em 2022 para 2,4% neste ano. Essa piora foi descrita pela ONU como um avião em “velocidade de estol”, ou seja, voa tão devagar que está a ponto de cair.

A secretária-geral da Unctad (Conferência da ONU para Comércio e Desenvolvimento), Rebeca Grynspan, afirmou que há uma estagnação perigosa da economia mundial, com episódios de recessão.

Segundo ela, esse problema precisa ser resolvido com reformas da arquitetura financeira global e políticas para combater a inflação e a desigualdade.

“É necessária uma mudança na direção das políticas, inclusive por parte dos principais bancos centrais, e o acompanhamento das reformas institucionais prometidas durante a crise da covid-19 para evitar uma década perdida”, concluiu.

Cenário global para 2024

Para 2024, a projeção é de uma leve melhora da economia mundial, com crescimento de 2,5%. No entanto, esse cenário depende de uma recuperação da zona do Euro, onde o crescimento despencou de 5,4% em 2021 para 0,4% este ano.

“As consequências globais da desaceleração na Europa são duas vezes mais pesadas do que da desaceleração na China. (…) O aperto monetário na área do Euro arrisca empurrar a Europa para uma recessão em 2024”, disse a ONU.

Estados Unidos e China

Para os Estados Unidos, o relatório vê um risco de “uma forte desaceleração” da economia americana no 2º semestre de 2023. O PIB deve crescer 2% em meio a um ambiente de incerteza em torno da eleição presidencial do ano que vem.

Já a China deve ver a sua economia desacelerar do crescimento de 8,4% em 2021, para 4,6% neste ano. Para a ONU, o gigante asiático não vai crescer tão rápido como o seu primeiro ano pós-pandemia.

“O país enfrenta uma fraca procura dos consumidores internos e investimento privado, mas tem mais espaço de política fiscal do que outras grandes economias para enfrentar estes desafios”, conclui o relatório.

Veja a lista completa das previsões de crescimento das economias

  • Fonte:  Unctad – ONU
  • Índia: 6,6%
  • China: 4,6%
  • Indonésia: 4,2%
  • Turquia: 3,7%
  • Brasil: 3,3%
  • México: 3,2%
  • Arábia Saudita: 2,5%
  • Japão: 2,3%
  • Rússia: 2,2%
  • EUA: 2%
  • Austrália: 1,9%
  • Canadá: 1,3%
  • Coreia: 0,9%
  • França: 0,9%
  • Itália: 0,6%
  • Reino Unido: 0,4%
  • Alemanha: -0,6%
  • Argentina: -2,4%

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias