Notícias

Como a família real britânica ganha dinheiro?

Patrimônio da rainha e da família real tem fontes diversificadas que vão de joias, terras e até ações de empresas

Charles III. Reprodução: Redes sociais da Familia Real @theroyalfamily
A família real tem três principais fontes de renda. Reprodução: Redes sociais da Familia Real @theroyalfamily

Por João Paulo dos Santos

No dia seis de Maio de 2023, a coroação do rei Charles III teve a mesma importância histórica que as anteriores, mas com menos pompa e gastos que o de 1953. A decisão se dá por pauta ambiental, defendida há anos por Charles, e ameaça de recessão econômica.

A monarquia britânica é uma das mais famosas do mundo, e segundo a Forbes, seu patrimônio líquido gira em torno dos 72,5 bilhões de libras, cerca de R$ 435 bilhões. Apenas a fortuna da rainha Elizabeth II, que faleceu no último dia 8 de setembro, era estimada em cerca de R$ 2 bilhões. 

Mas de onde vem o dinheiro da família real? Basicamente, existem três fontes de dinheiro que formam o patrimônio e renda da monarquia, o subsídio soberano, a riqueza privada e heranças pessoais.

Subsídio soberano

Conhecido como Sovereign Grant em inglês, o subsídio soberano consiste em um pagamento anual de cerca 15% do lucro do Crown Estate, fundo criado em 1760, pelo rei George III, que gere todo o patrimônio da monarquia em conjunto com o governo britânico.

Para o ano fiscal de 2021, o valor pago à Coroa foi de 86,3 milhões de libras, quase R$ 518 milhões. Esse valor é usado para pagamento das obrigações oficiais da família real, como manutenção dos castelos, salário de funcionários e viagens. O custo com segurança não entra nesta conta.

Riqueza privada

A riqueza privada da família real é gerada principalmente pelos lucros do Ducado de Lancaster, um portfólio de terras, propriedades e bens que são administrados de forma separada do patrimônio da monarquia.

Outros Ducados espalhados pelo Reino Unido, composto por Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, de posse da família real também geram renda. Um deles é o de Cornualha, sob administração do príncipe de Gales, título que agora passará para William.

Heranças pessoais

As heranças pessoais da monarquia, que eram da rainha Elizabeth II e agora passam a frente, são os bens materiais herdados ou adquiridos em vida por ela e sua família. 

Sem uma estimativa de valor por ser de propriedade privada e ter variações de importância histórica, os bens variam de jóias, coleções de arte, móveis, carros e até animais.

De acordo com o jornal britânico Sunday Times, a rainha ainda tinha uma carteira de investimentos que consistia, em sua maior parte, de ações de empresas britânicas consideradas mais confiáveis, avaliada em 110 milhões de libras.

Como fica a fortuna após a morte da rainha Elizabeth II?

Com a morte da rainha Elizabeth II, o chefe da família real e que ficará responsável pelo patrimônio da monarquia e da renda obtida por ele será o rei Charles III. O modelo de distribuição da riqueza continuará o mesmo, mas agora sob a gerência do novo chefe da Coroa.

Segundo o especialista em finanças Lucas Battistoni Wegmann, além da nova gerência do rei Charles, da ajuda dos bancos, de assets managements, e do próprio governo que administram as riquezas, o príncipe William também ganha novas responsabilidades, agora no comando das riquezas privadas da Coroa.

Para saber ainda mais sobre investimentos e educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias