Mercado

Ibovespa fecha em alta de 0,41% com Petrobras e bancos; dólar também sobe

Ibovespa e dólar sobem; apesar de perspectiva de novas realizações de lucro na semana, bolsa avançou com Petrobras, Banco do Brasil e Itaú em destaque

Ibovespa
O Ibovespa é o principal índice de ações da B3, a Bolsa de Valores do Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

A bolsa de valores hoje fechou em alta. O início do pregão mostrou queda, e isso pode ser a tônica durante a semana, com novas realizações de lucros, segundo o Itaú BBA. Mas esta segunda-feira (15) foi de recuperação. Da mesma maneira, o dólar terminou o dia em alta.

Nesse cenário, o Ibovespa fechou em alta de 0,41%, a 131.520,91 pontosNa sexta, o Ibovespa também teve alta, de 0,26% e passou raspando nos 131 mil pontos.

O índice passou a subir com alta dos bancos e da Petrobras, uma das mais importantes companhias da bolsa. Nesse sentido, o índice IFNC (das empresas do setor financeiro) avançou 0,58%, com Banco do Brasil (BBAS3) subindo 1,76% e Itaú em alta de 0,39% (ITUB4).

Da mesma maneira, as ações da Petrobras avançaram 0,81% (PETR3) e 1,00% (PETR4). A Petrobras subiu depois de o petróleo reduzir as perdas no cenário internacional. Antes, no fechamento do petróleo, o barril tipo Brent tinha perdas de 0,20%.

Dólar hoje

a moeda norte-americana fechou em alta em relação com o real. O dólar subiu 0,18%, cotado a R$ 4,8662.

Da mesma maneira, o DXY, que mede o desempenho global do dólar, subiu 0,18%, a 102,58 pontos.

Ações em alta

Veja os papéis que mais subiram na bolsa de valores hoje.

  • Pão de Açúcar (PCAR3) +22,55%
  • Gafisa (GFSA3)+15,38%
  • Springs (SGPS3) +7,38%
  • Even (EVEN3) +7,34%
  • Banco Pine (PINE4) +6,09%

Ações em baixa

Confira também as piores quedas do dia.

  • Gol (GOLL4) -6,05%
  • OceanPact (OPCT3) -4,38%
  • Infracommerce (IFCM3) -4,05%
  • Clearsale (CLSA3) -3,75%
  • CSN Mineração (CMIN3) -3,21%

Os rankings contemplam ações que constam ou não em índices como Ibovespa e outros com volume acima de R$ 1 milhão no dia. As cotações foram apuradas depois do fechamento, às 18h07, mas podem ter atualizações.

Bolsas mundiais

As bolsas europeias fecharam em queda nesta segunda-feira (15) ampliando as perdas ao longo do pregão, diante de comentários de autoridades do Banco Central Europeu (BCE) sinalizando que o início do esperado alívio monetário na região pode não se materializar em breve.

Tensões geopolíticas também reduziram o apetite ao risco, enquanto dados econômicos fracos da Alemanha e zona do euro deram outras contribuições negativas para sessão com liquidez  enfraquecida pelo feriado nos EUA.

Dessa maneira, na Bolsa de Londres, o FTSE-100 cedeu 0,39%, aos 7.594,91 pontos. O CAC-40, de Paris, recuou 0,72%, aos 7.411,68 pontos, enquanto o Dax, de Frankfurt, perdeu 0,49%, aos 16.622,22 pontos. Em Milão, o FTSE MIB cedeu 0,47%, a 30.327,72 pontos. A perda do Ibex 35, de Madri, foi de 0,21%, aos 10.073,50 pontos. Em Lisboa, o PSI 20 recuou 0,53%, aos 6.503,10 pontos.

Enquanto isso, as bolsas de Nova York não abriram por causa do feriado de Martin Luther King nos Estados Unidos.

Perspectiva para o Ibovespa na semana

“Apesar da leve alta, o Índice Bovespa ainda permanece na região de suporte em 130.700 pontos, que é crítica no curto prazo, pois, se perdida, poderá estender o movimento de realização de lucros até o próximo suporte em 126.400 pontos – patamar que mantém o índice em tendência altista”, diz Fabio Perina, estrategista de ações do Itaú BBA.

Segundo o especialista, a semana pode seguir em tendência de queda se os índices americanos operarem em baixa ao longo da semana. Assim, NY “pressionaria o índice nessa região de suporte podendo levar a mais uma semana de realização de lucros”, complementa Perina.

Focus

Os agentes financeiros baixaram as estimativas para o IPCA e para o dólar no encerramento do ano. Para a inflação, a previsão recuou de 3,90% para 3,87%. Por outro lado, para a moeda americana, a projeção no Boletim Focus  caiu de R$ 5,00 para R$ 4,95.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.