Mercado

Ibovespa fecha em queda de 0,87%; dólar vai a R$ 5,05

Índice ficou em 126.990,45 pontos; nos EUA, moeda sai fortalecida com aumento dos Treasuries

Bolsa de valores. Foto: Divulgação B3.
Bolsa: investidores também monitoram Haddad e Tebet, que participam de evento. Foto: Divulgação B3.

A bolsa de valores fechou o 1º dia de abril em queda de 0,87%, aos 126.990,45 pontos. A queda foi motivada por pressões do cenário externo e sentimento de cautela dos investidores após dados dos Estados Unidos indicarem que a inflação pode não ser controlada tão facilmente.

No exterior, os títulos do Tesouro americano de 10 anos, os Treasuries (US10Y) subiram quase 1 ponto percentual, fortalecendo o dólar contra o real no pregão. A moeda norte-americana está agora cotada a R$ 5,0591.

Ibovespa


Início de mês vem de um saldo negativo no primeiro trimestre para o Ibovespa. A bolsa de valores caiu 4,5% entre janeiro e março de 2024. É, portanto, o início de um mês em que o mercado busca recuperação.

Mas o pregão desta segunda-feira (1º) foi marcado pela incerteza de investidores, à medida em que sinais da economia americana mostram que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) pode apertar os cortes de juros na luta contra a inflação do país.

O Ibovespa chegou a abrir em alta hoje, mas, ao longo do dia, o PMI industrial americano veio acima das expectativas do mercado. Quando isso ocorre, significa que a atividade industrial do país está em patamar “expansionista”, nota a Ativa Investimentos.

Os dados foram acompanhados por falas de Jerome Powell, presidente do Fed, sinalizando que a autoridade vai “aguardar dados de inflação que corroborem com a leitura de corte de juros”.

“E a partir daí, da leitura combinada com a fala do Powell, o mercado começou a trabalhar com uma correção forte”, diz Diego Faust, operador da Manchester Investimentos.

O principal efeito no Ibovespa, segundo o analista, foi o aumento da curva de juros futuros. “Nossa curva de títulos DI subiu quase 1% em contratos a partir de 2026”, diz.

As ações do Ibovespa sofreram queda generalizada. Os principais destaques do dia ficaram com os papéis de Hapvida (HAPV3) e IRB Brasil (IRBR3), que subiram 6,49% e 2,25%, respectivamente. As cotações foram atualizadas às 17h55.

Bolsa de valores


Dessa forma, em relatório emitido antes da abertura da bolsa, o Itaú BBA indica que o intervalo do Ibovespa está bem definido. “Suporte nos 124.800 pontos e resistência em 131.700 pontos. O que poderia ter sido um impulso por aqui, no caso do cenário global renovando máximas, não foi”, explica o relatório.

Assim, e apesar disso, Fábio Perina e equipe, que assinam documento, indicam que sob uma visão de médio prazo, enquanto o índice permanecer acima de sua média móvel de 200 períodos, o grande alvo a ser perseguido continua a ser a região dos 150 mil pontos.

Cotação do dólar


O dólar passou a subir no início do pregão dessa segunda-feira, acompanhando a alta dos Treasuries no exterior.

De acordo com Virgílio Lage, especialista da Valor Investimentos, a alta do câmbio hoje se deu pelo ambiente de cautela de investidores. O tom, portanto, foi de “aversão ao risco em relação ao controle dos bancos centrais sobre a inflação”, explica.

Assim, o dólar se valorizou em 0,87% contra o real brasileiro, terminando o dia cotado a R$ 5,0591.

Ações valorizadas


Considerando todas as ações listadas em índices da Ibovespa, o melhor desempenho do dia ficou com o ativo preferencial de classe A da Comgas (CGAS5). O papel subiu 11,39%, em sentido oposto ao Ibovespa, e movimentou cerca de R$ 3,15 milhões em liquidez diária.

Confira abaixo as cinco principais altas da bolsa de valores. A lista inclui apenas ações do Ibovespa que movimentaram mais de R$ 1 milhão em transações dentro do pregão.

  • Comgas PNA (CGAS5): +11,39%
  • Hapvida ON (HAPV3): +6,49%
  • Technos ON (TECN3): +6,14%
  • Viveo ON (VVEO3): +5,85%
  • ABC Brasil PN (ABCB4): +5,08%


Ações em queda


A ação em queda foi da empresa de transporte e logística Log-In (LOGN3). O papel da transportadora despencou -10,99%.

A seguir, veja as cinco principais quedas da bolsa de valores. A lista de ações segue o mesmo critério do ranking anterior.

  • Log-In ON (LOGN3): -10,99%
  • Ambipar ON (AMBP3): -10,26%
  • Qualicorp ON (QUAL3): -9,31%
  • Gol PN (GOLL4): -6,55%
  • Locaweb SA ON (LWSA3): -5,99%


Bolsas de Nova York


As bolsas de Nova York fecharam mistas após dados de indústria e inflação reduzirem a convicção do mercado quanto à magnitude dos cortes de juros nos Estados Unidos, na esteira de sinalizações cautelosas do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell.

Assim, o índice Dow Jones encerrou a sessão em baixa de 0,60%, aos 39.566,85 pontos; o S&P 500 caiu 0,20%, aos 5.243,77 pontos; e o Nasdaq avançou 0,11%, aos 16.396,83 pontos.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Quer saber como funciona uma bolsa de valores? Acesse o curso online e gratuito do Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias