Mercado

Ibovespa sobe 0,92% e mantém 127 mil pontos em melhor mês em 3 anos; dólar sobe para R$ 4,91

Ibovespa vai a patamar de 127 mil pontos nas máximas do ano e tem melhor desempenho mensal desde novembro de 2020; dólar vai a R$ 4,91

Sede da Bolsa de Valores em São Paulo, com grande telão mostrando as cotações das ações
Sede da Bolsa de Valores em São Paulo, com telão mostrando as cotações das ações. Foto: Divulgação/B3

A bolsa de valores hoje encerrou mês de novembro ultrapassando os 127 mil pontos em mais um pregão de alta. No mês, o índice teve avanço de 12,54% nos últimos 30 dias, marcando o melhor desempenho mensal em três anos, desde novembro de 2020, quando o índice saltou 15,90%. Nesta quinta-feira (30), o índice teve valorização de 0,92%, cotado a 127.331,12 pontos, logo depois da queda no pregão anterior.

O dólar, por outro lado, ganhou valor frente ao real e voltou a ficar acima de R$ 4,90. A moeda teve alta de 0,56% e está cotada a R$ 4,9152.

Analistas apontam que o pregão começou pouco movimentado com sinais mistos das bolsas de Nova York. Mas, conforme o avanço das negociações, o Ibovespa engatou uma alta na parte da tarde, renovando máximas do dia. O impulso foi provocado, em parte, por falas do diretor de Política Monetária do Banco Central, Gabriel Galipolo, de que vem sentindo que o mercado está antecipando um aumento nos cortes da Selic.

O diretor do BC, contudo, afirmou que a autoridade está confortável com o ritmo de cortes de 50 pontos-base na taxa Selic .

Ibovespa hoje

O Ibovespa hoje foi beneficiado principalmente por dois fatores: a alta das commodities e a queda na curva de juros futuros.

O otimismo com do mercado com ativos de risco impulsionou o principal índice da B3, relata Bruna Sene, analista da Nova Futura Investimentos. “A ampla maioria de ações do Ibovespa tiveram movimento positivo, embaladas pela continuidade do apetite de risco visto no mês de novembro”, afirma.

Nesse sentido, ações de varejistas e setores cíclicos tiveram as maiores altas do Ibovespa. As ações do Magazine Luiza (MGLU3) subiram 6,38%, enquanto a Cielo ON (CIEL3) teve a maior alta do dia, com avaço de 7,51% no papel.

Além do cenário doméstico, investidores repercutiram a inflação americana. Nos EUA, o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) de setembro a outubro ficou estável e abaixo das expectativas do mercado. Na comparação anual, houve avanço de 3%.

Lucas Almeida, sócio da AVG Capital, destaca que “após o PCE, o CME Group projetava uma probabilidade acima dos 42% de um corte nos juros americanos acontecer em março de 2024”. O analista explica que isso também animou investidores.

“Vejo que a estabilidade observada no PCE, juntamente com outros indicadores econômicos, sugerem que a inflação (nos EUA) está se acalmando”, diz.

As ações da Petrobras tiveram ganhos na bolsa de valores hoje, com avanço de 0,94% no papel ON (PETR3) e 1,02% (PETR4). O petróleo, contudo, registrou queda: o contrato futuro do barril Brent cedeu 2,43%, cotado a US$ 80,86.

Ibovespa bate Small Caps em novembro

O Ibovespa teve valorização acima dos demais índices de peso da bolsa de valores em novembro. O Ibov subiu acima do Índice de Fundos Imobiliários (IFIX), índice Small Caps, e do índice de Dividendos.

Apenas os índices dos setores financeiro (IFNC), de consumo (ICON) e imobiliário (IMOB) superaram o Ibovespa. O índice das 50 ações mais líquidas (IVBX) também atingiu um patamar superior ao Ibov.

Confira os rendimentos no mês para os principais índices da bolsa de valores:

ÍndicesTickerRetorno em novembro
IbovespaIBOV+12,54%
Índice do setor financeiroIFNC+16,37%
Índice do setor de consumoICON+16,33%
Índice do setor imobiliárioIMOB+14,85%
Índice Small CapsSMLL+12,46%
Índice de DividendosIDIV+10,70%
Índice de BDRsBDRX+6,46%
Índice de Fundos ImobiliáriosIFIX+0,66%
Fonte: Estadão Broadcast

Fonte: Estadão Broadcast

Dólar hoje

O dólar avança na comparação com o real. A moeda-norte americana subiu 0,56%, cotada a R$ 4,9152. A moeda ganhou fôlego apesar do dia de alta no Ibovespa. No mercado futuro, o dólar sobe 0,44%.

No exterior, a moeda também avança. O índice DXY, que mede o desempenho do dólar na relação com outras moedas importantes como o iene e o euro, subiu 0,71%, a 103,497 pontos.

Melhores ações da bolsa de valores hoje

Assim como na quarta-feira, a ação da fabricante têxtil e uma das parceiras da Shein no Brasil Santaense (CTSA3) teve a maior alta da bolsa de valores hoje. O papel da empresa subiu 33,75% nesta quinta-feira.

Confira abaixo as cinco principais ações em alta na bolsa de valores. Abaixo, listamos apenas ativos que movimentaram volume de transação igual ou superior a R$ 1 milhão, e a lista foi atualizada 18h40.

  1. Santanense (CTSA3): +33,75%
  2. Alliar ON (ALLR3): +11,22%
  3. Cielo (CIEL3): +7,77%
  4. Magazine Luiza (MGLU3): +7,45%
  5. Embraer ON (EMBR3): +5,44%

Ações com maiores baixas na bolsa de valores hoje

A pior ação da bolsa de valores hoje ficou com a PDG, concorrente da Cyrela no ramo imobiliário. O papel da PDG teve queda de 13,33% no pregão.

Entre os destaques, tanto a ação ON quanto a PN classe A de Braskem (BRKM3;BRKM5) registraram queda na bolsa de valores após a ação civil movida pelo MPF contra a empresa no caso de danos ambientais ao Estado do Alagoas.

Confira abaixo as principais ações em baixa na bolsa. A lista segue os mesmos critério do ranking de melhores ações.

  1. PDG (PDGR3): -13,33%
  2. Braskem (BRKM3): -7,14%
  3. ClearSale (CLSA3): -7,03%
  4. Marfrig ON (MRFG3): -6,54%
  5. Brasken PN classe A (BRKM5): -6,45%

Bolsas de Nova York

As bolsas de Nova York fecharam sem direção única nesta quinta-feira, 30, com Dow Jones apoiado por fortes ganhos de Salesforce e Boeing. De qualquer forma, os três principais índices acionários de Nova York confirmaram sólida valorização em novembro, no mês em que cresceram as apostas de que o Federal Reserve (Fed) cortará juros ao longo de 2024.

O índice Dow Jones registrou alta diária de 1,47%, a 35.950,89 pontos; o S&P 500 avançou 0,38%, a 4.567,80 pontos; e o Nasdaq caiu 0,23%, a 14.226,22 pontos. Na comparação mensal, houve salto de 8,77%, 8,92% e 10,70%, respectivamente. Dow Jones teve o maior avanço mensal desde outubro de 2022, enquanto S&P 500 e Nasdaq registraram o melhor mês desde julho do ano passado.

Bolsas da Europa

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta quinta-feira, 30, após desaceleração da inflação ao consumidor da zona do euro mais forte do que o esperado renovar expectativa de cortes de juros pelo Banco Central Europeu (BCE) no início de 2024.

Em Londres, o FTSE 100 fechou em alta de 0,41%, a 7.453,75 pontos. Em Frankfurt, o DAX subiu 0,30%, a 16.215,43 pontos. Já em Paris, o PCAC 40 teve alta de 0,59%, a 7.310,77 pontos. Por ouro lado, em Madri, o Ibex35 recuou 0,06%, a 10.058,20 pontos, enquanto o PSI 20 teve alta de 0,54%, a 6.474,58 pontos, em Lisboa. Em Milão, o FTSE MIB valorizou 0,16%, a 29.737,38 pontos.

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre investimentos? Faça os cursos gratuitos no Hub de Educação Financeira da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.