Mercado

Ibovespa sobe 1,61%, aos 131 mil pontos, maior patamar em mais de um mês; dólar cai a R$ 4,93

Ibovespa tem alta generalizada com bom desempenho das ações da Vale e inflação abaixo do esperado; veja destaques da bolsa de valores hoje

Painel de ações B3. Foto: Divulgação B3
O Ibovespa B3 é o principal índice de ações da bolsa brasileira. Foto: Divulgação B3

A bolsa de valores hoje engatou e manteve uma firme alta durante o pregão. Nesta terça-feira, dados do IPCA-15, considerados a prévia da inflação, vieram abaixo do esperado pelo mercado, o que levou a uma alta generalizada da bolsa com a perspectiva de queda da curva dos juros. Assim, o Ibovespa subiu 1,61%, aos 131.689,37 pontos.

Por outro lado, o dólar recuou perante o real nesta terça-feira (27), com queda de quase 1% contra a moeda brasileira. Ao final do pregão, a cotação do dólar era de R$ 4,9330. Mesmo assim, no exterior, os títulos de renda fixa americana, os Treasuries, subiram levemente na curva de dez anos.

Confira a seguir os principais destaques do Ibovespa, dólar e bolsa de valores hoje.

Ibovespa hoje

O Ibovespa hoje teve uma alta generalizada de ações. Assim, apenas oito ações do índice registraram queda. As principais valorizações do dia ficaram concentradas em papéis ligados ao setor de consumo e varejo, além de frigoríficos como BRF (BRFS3) e Marfrig (MRFG3).

O IPCA-15 de fevereiro registrou avanço de 0,78%, enquanto a expectativa de analistas coletada pelo Projeções Broadcast era de 0,82%. A taxa acumulada para a inflação brasileira nos últimos 12 meses foi a  4,49%.

Os ganhos generalizados da bolsa “foram puxados pelo indicador macroeconômico”, diz Alexsandro Nishimura, economista da Nomos. “O que fortalece a perspectiva de continuidade de queda de juros”, afirma.

As ações da Vale (VALE3), que haviam despencado ontem devido à baixa do minério de ferro, tiveram uma alta de 2,68% nesta terça-feira. O preço da commodity no exterior subiu apoiado por “esperanças de recuperação de demanda da China” e uma possível tarifa de importação da Índia sobre o aço, o que entrou no radar dos investidores.

A curva de juros futuros caiu em todos os vértices, tanto de longo quanto de curto prazo. “Possivelmente, podemos até observar um aumento de intensidade na redução da Selic”, afirma Gabriel Costa, analista da Toro Investimentos.

Dólar hoje

Por outro lado, o dólar terminou o dia em queda contra o real brasileiro. A moeda recuou 0,93%, e está cotada a R$ 4,9330.

No exterior, o índice DXY, que mede a força do dólar diante de moedas de economias desenvolvidas como o euro e o iene, pendeu para a estabilidade. O movimento, diz Nishimura, materializa no preço o risco de saída de estrangeiros após a divulgação de dados do PIB dos EUA e da inflação para o país (PCE), prevista para a quinta-feira.

De acordo com o economista da Nomos, o PCE é importante porque “tem potencial de ajustar as expectativas de início de cortes” de juros pelo Federal Reserve, banco central dos EUA. A expectativa prevalente no mercado é de uma redução na reunião do Fomc (Comitê de Política Monetária, na sigla em inglês) de junho.

Melhores ações da bolsa de valores hoje

A melhor ação da bolsa de valores hoje, considerando todos os papéis da Bovespa, foi a da Internacional Meal Company, ou IMC (MEAL3). O ativo da dona dos direitos da franquia KFC e Pitza Hut no Brasil subiu 13,92% nesta terça-feira. A IMC comunicou ao mercado que vendeu uma unidade da rede MargaritaVille nos EUA, numa operação de US$ 13,2 milhões.

Logo em seguida, as ações do Grupo Pão de Açúcar (PCAR3) subiram 12,57%, impulsionadas pela aprovação do plano de reestruturação do controlador Grupo Casino, na França.

Confira a seguir as cinco melhores ações da bolsa de valores hoje. A lista contempla apenas papéis cujo volume total de transações foi igual ou superior a R$ 1 milhão. A lista foi atualizada às 18h40.

  1. IMC ON (MEAL3): +13,92%
  2. Pão de Açúcar ON (PCAR3)
  3. Gafisa ON (GFSA3): +8,25%
  4. BRF S.A ON (BRFS3): +8,14%
  5. Eternit ON (ETER3): +8,13%

Piores ações da bolsa de valores hoje

Após pregões sucessivos de alta, os papéis da biofarmacêutica Biomm tiveram o pior desempenho da bolsa de valores hoje. A ação da empresa (BIOM3) caiu 9,59%.

Veja abaixo as cinco piores ações da bolsa de valores hoje. O ranking segue o mesmo critério da lista de melhores ações.

  1. Biomm ON (BIOM3): -9,59%
  2. Recrusul PN (RCSL4): -7,61%
  3. Coelce PN Classe A (COCE5): -3,24%
  4. Light ON (LIGT3): -2,57%
  5. Caixa Seguridade ON (CXSE3): -1,90%

Bolsas de Nova York

As bolsas de Nova York fecharam com desempenhos desencontrados, sem que o Dow Jones acompanhasse os ganhos do S&P 500 e do Nasdaq. A sessão foi marcada por dados econômicos fracos nos Estados Unidos, ainda que o principal foco dos investidores siga nos indicadores de inflação. As ações da Alphabet, controladora do Google, tiveram uma leve recuperação depois de derreterem ontem, em meio a críticas a seu sistema de inteligência artificial.

O Dow Jones cedeu 0,25%, aos 38.972,41 pontos. O S&P 500 subiu 0,17%, aos 5.078,18 pontos. O Nasdaq, com elevada concentração de ativos de tecnologia, ganhou 0,37%, aos 16.035,30 pontos.

Bolsas da Europa

As bolsas europeias fecharam mistas nesta terça-feira (27), em meio a reações a balanços corporativos da região. O desempenho da Bolsa de Frankfurt se sobressaiu, após um indicador apontar ligeira melhora na confiança do consumidor alemão. Entre as ações individuais, as do Casino Guichard-Perrachon dispararam, embaladas pela aprovação por um tribunal de Paris do plano de reestruturação da rede supermercadista.

Em Londres, o FTSE 100 fechou em alta de 0,01%, aos 7.683,02 pontos. No continente, o DAX de Frankfurt subiu 0,76%, aos 17.556,49 pontos, enquanto o CAC-40, de Paris, ganhou 0,23%, para encerrar aos 7.948,40 pontos. Em Milão, o FTSE MIB ganhou 0,46%, a 32.706,44 pontos.

Por fim, em Lisboa, o PSI 20 teve alta de 0,65%, a 6.220,07 pontos, e em Madri, o IBEX 35 cedeu 0,24%, a 10.113,80 pontos.

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre investimentos? Faça os cursos gratuitos no Hub de Educação Financeira da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias