Mercado

Mercado internacional avança em dia de eleição nos EUA

As bolsas americanas seguem em alta, enquanto o dólar perde força em todo o mundo

Cédula de voto dos EUA. Foto: Adobe Stock
Maski, India - 23, June 2020 : Close up of hands filling President voter Registration Application with US flag as background for upcoming election

O dia é de alta no mercado internacional, apesar das incertezas diante da eleição para a Câmara dos Deputados e para a renovação de um terço do Senado dos Estados Unidos. É a chamada ‘eleição de meio de mandato’ que acontece dois anos após o presidente Joe Biden assumir a Casa Branca.

Para o democrata, é crucial que o seu partido conquiste a maioria dos votos, pois assim suas propostas de governo são aprovadas mais facilmente. No entanto, historicamente, é o partido de oposição que costuma vencer essas eleições. No caso, o Partido Republicano, que tem o ex-presidente Donald Trump como seu principal nome.

As últimas pesquisas eleitorais apontam uma vitória apertada da oposição, mas o resultado segue incerto, o que adiciona volatilidade aos mercados pelo mundo. Às 13h30, o Dow Jones operava em alta de 1,42%, a 33.292 pontos, enquanto o S&P 500 avançava 1,27%, a 3.855 pontos, e o Nasdaq subia 1,59%, a 10.732 pontos.

“O mercado americano vem precificando os ativos considerando uma maioria republicana tanto na Câmara quanto no Senado, até porque esse é o cenário proposto pelas pesquisas compiladas. Essa seria uma grande derrota para o atual governo, pois o debate se tornaria muito mais dividido e as ações do presidente Joe Biden ficariam muito mais limitadas”, explica a equipe de análise da Terra Investimentos, Régis Chinchila e Luis Novaes.

Para eles, o melhor cenário para o mercado no curto prazo seria a maioria republicana no Senado e Câmara, pois isso significaria maior preocupações com a política fiscal nos próximos anos.

“Mas os partidos entrando em rota de colisão não devem beneficiar a bolsa no longo prazo porque com a polarização os governantes tendem a ser mais populistas e pensar menos na estrutura de longo prazo para o país para ganhar pequenas frações de poder nos próximos anos e eleições”, afirma a equipe da Terra Investimentos.

Dólar em queda

O dólar opera em queda no exterior e no Brasil. Às 13h30, o índice DXY, que mede o desempenho da moeda americana contra uma cesta de outras seis divisas principais, caía 0,54%, para 109,53 pontos. No Brasil, o dólar operava em baixa de 0,51%, a R$ 5,14.

Expectativa para o índice de inflação

Nesta quinta-feira, Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) de outubro, será divulgado nos Estados Unidos. A inflação americana é o principal indicador para o Federal Reserve (Fed) – o banco central americano – definir as suas medidas de política monetária.

Na semana passada, o Fed elevou os juros em mais 0,75 ponto percentual, a um patamar entre 3,75% e 4,00% ao ano.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.