Mercado

Mercados financeiros hoje: aprovação da MP da Subvenção é positiva, mas investidores aguardam novos dados

Mercados devem repercutir o relatório de inflação do BC e coletiva de Campos Neto

Painel de cotação. Foto: Adobe Stock
Bolsa de valores: apresentação de arcabouço fiscal ao presidente Lula é monitorado pelos investidores. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

O Relatório de Inflação e a entrevista coletiva do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e do diretor Diogo Guillen, de Política Econômica, concentram as atenções. Ainda, reunião do CMN que pode decidir sobre o rotativo dos cartões de crédito está no radar.

No cenário fiscal, a Câmara pode votar o projeto de lei que tributa as apostas esportivas no País, um dia após o Senado aprovar a MP da subvenção. Campos Neto também tem reunião com Geraldo Alckmin e sindicatos um dia depois de servidores do BC anunciarem “Estado de Greve de Geral” no órgão. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, participa da última reunião regular do CMN.

Exterior de olho na agenda de indicadores dos EUA

Depois de uma pausa no pregão de ontem, os futuros dos índices de ações americanos indicam a possibilidade de retomada do rali nesta quinta-feira. Mas as apostas otimistas quanto ao início dos cortes de juros pelo Federal Reserve dependem em boa medida da não ocorrência de surpresas negativas no índice PCE trimestral e no resultado do Produto Interno Bruto (PIB) americano do terceiro trimestre.

Na Europa, o vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, jogou um balde de água fria nos mercados ao afirmar que ainda é cedo para discutir cortes de juros na região. Com isso, as bolsas locais reforçaram o sinal negativo com o qual já vinham operando.

Nos Estados Unidos, a alta dos futuros de NY é moderada pela alta dos juros dos Treasuries, enquanto o dólar oscila perto da estabilidade ante divisas fortes e de países emergentes.

No Brasil, mercado deve repercutir relatório de inflação do BC

Como o comportamento dos ativos no exterior não é homogêneo nesta manhã, o que se espera é uma abertura de cautela e oscilações moderadas no Brasil, embora a aprovação da MP da subvenção no Senado possa animar. Ontem, o Índice Bovespa sucumbiu a um movimento de realização de lucros favorecido pelas bolsas de Nova York, que hoje indicam recuperação. De todo modo, a agenda do dia é relevante e tem potencial para determinar o rumo dos negócios. Os mercados domésticos devem abrir já repercutindo os dados do Relatório Trimestral de Inflação, do BC, de dezembro e à espera da entrevista coletiva do presidente do BC, Roberto Campos Neto e dos dados do PIB americano.

*Agência Estado

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias