Mercado

Mercados financeiros hoje: cautela predomina em semana com dados de inflação no Brasil e nos EUA

Semana também tem pesquisas de janeiro de Comércio (PMC), Serviços (PMS) e dados do mercado de trabalho

Olhando bolsa de valores
Olhando bolsa de valores

Os dados de inflação de fevereiro no Brasil e nos Estados Unidos – IPCA, CPI e PPI – são os destaques econômicos da agenda semanal. O calendário nacional prevê também as pesquisas de janeiro de Comércio (PMC), Serviços (PMS) e do mercado de trabalho através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, depois da estatal decidir não pagar dividendos extraordinários. O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, dará entrevista coletiva no Porto de Santos sobre os próximos investimentos da pasta. Ainda, a temporada de balanços corporativos prossegue com os resultados do quarto trimestre de Eletrobrás, Natura, CVC, Casas Bahia e Embraer, entre outras companhias presentes na carteira do Ibovespa.

Exterior

As bolsas europeias e os índices futuros em Nova York operam em baixa moderada em meio a expectativas pelo início de corte de juros pelo Federal Reserve em junho, após os dados mistos do relatório de empregos dos Estados Unidos em fevereiro, o payroll, e com a agenda vazia de indicadores nesta segunda-feira. Os juros dos Treasuries longos recuam, enquanto o dólar opera perto da estabilidade ante outras moedas fortes com investidores à espera pelos dados da inflação americana nos próximos dias, principalmente o CPI amanhã.

Na Ásia, as bolsas na China subiram, reagindo ao avanço anual de 0,7% dos preços ao consumidor em fevereiro, acima da previsão e depois de caírem nos quatro meses anteriores, amenizando temores de deflação na segunda maior economia do mundo. O governo da China prometeu, no sábado, apoiar incorporadoras imobiliárias em dificuldade com ‘financiamento razoável’ e o ministro dos recursos humanos do país, Wang Xiaoping, disse que as autoridades reforçarão o apoio político para melhorar o emprego dos jovens e ajudar as pequenas empresas privadas. No Japão, o mercado acionário caiu mais de 2%, após revisão para cima do PIB do Japão reforçar a percepção de que o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) irá começar a apertar sua política monetária ultra-acomodatícia.

Brasil

Com a agenda fraca no dia, as perdas nas Bolsas internacionais devem pesar no Ibovespa bem como a queda de mais de 5% do minério de ferro na China, que vai afetar a Vale em meio a novidades sobre o comando da mineradora. A Petrobras segue no foco também com a reunião de Prates e o presidente Lula à tarde, após as ações perderem 10% na B3 na sexta-feira, e cerca de R$ 55,3 bilhões em valor de mercado, dado o receio de interferência política na estatal após a retenção de dividendos extraordinários. Integrantes da equipe econômica defenderam o pagamento de dividendos extraordinários em conversas com o presidente da estatal, Jean Paul Prates, na semana passada, o que ajudaria o Ministério da Fazenda no esforço fiscal ligado à meta de déficit zero, porque a União é o principal acionista da empresa. Contudo, segundo apurou o Broadcast/Estadão, teriam votado contra a distribuição, e pelo envio de R$ 43,9 bilhões para a reserva de remuneração, cinco conselheiros indicados pelo governo, além da representante dos trabalhadores. Para analistas do mercado, o episódio aumenta a percepção de risco de influência do Palácio do Planalto nas principais decisões de alocação de capital da empresa. Os mercados de juros e de câmbio podem operar também com liquidez mais enxuta antes da divulgação do IPCA e CPI dos EUA, ambos amanhã, que devem calibrar as expectativas sobre o ciclo de corte da Selic e o início da flexibilização americana a nove dias do início das reuniões monetárias de março do Copom e do Federal Reserve.

*Agência Estado

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias