Mercado

Mercados financeiros hoje: decisão do Fed e CPI guiam expectativas para trajetória de juros

Mercado espera que o Fed mantenha mais uma vez as taxas dos Fed Funds

Brasão do Sistema de Reserva Federal dos EUA
Símbolo do Federal Reserve System na Sala de Imprensa do FED, nos EUA. Fonte: Adobe Stock.

A decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), com projeções econômicas e coletiva do presidente da instituição, Jerome Powell, concentra as atenções dos mercados nesta quarta-feira. Outro destaque é o índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA de maio. No Brasil, a agenda mais enxuta traz a Pesquisa Mensal de Serviços de abril.

Exterior

O tom é positivo no exterior, com bolsas em alta no mercado futuro em Nova York e na Europa antes da decisão do Fed e em meio a dados de inflação da China e Alemanha antes do CPI americano. Para o Fed, as apostas são de manutenção dos Fed Funds pela sétima vez consecutiva, na faixa de 5,25% a 5,50% ao ano, e as atenções estarão no gráfico de pontos, que trará projeções para a trajetória das taxas. Analistas consultados pelo Broadcast apontam que não há certeza sobre redução de juros em setembro e que uma resiliência econômica maior pode provocar retomada do ciclo de aperto.

Quanto ao CPI dos EUA, o dado deve desacelerar para alta de 0,1% em maio, na margem, após alta de 0,3% em abril. Na China, o CPI mostrou alta de 0,3% em maio, na comparação anual, mesmo avanço de abril e abaixo da expectativa de 0,4%. Na Alemanha, a taxa anual de preços ao consumidor subiu 2,4% em maio, de 2,2% em abril. Na comparação mensal, o CPI alemão subiu 0,1% em maio, todos dentro das estimativas. No Reino Unido, a produção industrial caiu 0,9% em abril ante março, aquém do esperado por analistas (-0,1%).

Brasil

Os ativos domésticos podem começar com fôlego limitado, assim como futuros de NY, dólar e juros dos Treasuries, à espera do CPI dos EUA e decisão do Fed. O EWZ, principal fundo de índice (ETF) brasileiro em Nova York, caía 0,18% no pré-mercado em NY às 7h10. O dado de serviços também será monitorado a uma semana da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom).

No Congresso, a Câmara encerrou ontem a votação do projeto de lei que regulamenta o Programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover). Uma das mudanças feitas pelo Senado no texto foi rejeitada e as outras foram acatadas. Os incentivos para montadoras e a chamada “taxa das blusinhas”, o imposto de importação de 20% sobre compras internacionais de até US$ 50 incluído na proposta, vão agora para sanção presidencial.

*Agência Estado

Para saber ainda mais sobre investimentos e educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.