Mercado

Mercados financeiros hoje: exterior tem pouca tração, mas petróleo dispara. França tem novo primeiro-ministro

No Brasil, Congresso discute MP de compensação pela desoneração da folha

Plataforma de petróleo da PRIO no mar. Foto: PRIO/Divulgação
Plataforma da petroleira PRIO, ex PetroRio. Foto: PRIO/Divulgação

Por Redação B3 Bora Investir

Esta terça-feira é de agenda fraca nos mercados no exterior e no Brasil. A reunião de líderes do Senado com o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), prevista para esta manhã, é destaque interno, bem como a primeira prévia do IGP-M de janeiro. No exterior, agenda tem a divulgação da balança comercial americana relativa a novembro.

Exterior tem agenda fraca e mercados em queda

Em dia de agenda esvaziada, os índices futuros de ações de Nova York e a maioria das bolsas europeias cedem, após ganhos da véspera, em meio à confiança de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) começará a cortar juros em março. Ontem, a diretora do Fed, Michelle Bowman, foi na direção oposta ao que o mercado espera, ao dizer que a política monetária do BC dos EUA já é restritiva o suficiente para trazer a inflação de volta à meta de 2%, caso mantida no nível atual pelo tempo necessário.

Na Europa, há novos sinais de esfriamento econômico, após a produção industrial da Alemanha cair, contrariando previsão de estabilidade. O indicador veio um dia após o fraco desempenho das encomendas à indústria alemã.

Já as bolsas asiáticas fecharam sem direção única. Por lá, há relatos de que o banco central chinês poderá adotar medidas de relaxamento monetário, inclusive corte de compulsórios, para impulsionar a concessão de crédito.

O petróleo sobe quase 2%, após perdas de mais de 4% de ontem. O dólar opera perto da estabilidade ante a maioria das moedas e os retornos dos Treasuries longos estão em leve alta.

Ontem, na França, a primeira-ministra Élisabeth Borne renunciou nesta segunda-feira, em meio a rumores de uma remodelação do governo, uma tentativa de dar gás ao segundo mandato do presidente, Emmanuel Macron. Nesta terça-feira, o ministro da Educação, Gabriel Attal, de 34 anos, foi nomeado ao cargo.

Por aqui, atenções se voltam à Brasília

A despeito do recuo das bolsas, a valorização do petróleo pode instigar alguma valorização do Ibovespa, que ontem subiu moderadamente, defendendo o nível dos 132 mil pontos. Contudo, a variação pode ser contida no Índice Bovespa, assim como no câmbio e nos juros futuros, seguindo a toada externa.

Os investidores ficarão atentos a um encontro previsto do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), com líderes do Senado para debater a MP da compensação pela desoneração da folha. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tentará argumentar nas negociações que a melhor forma de o Congresso ter protagonismo político no debate da desoneração da folha é o tema ser tratado por meio de Medida Provisória, que foi a forma como o governo encaminhou a discussão.

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre investimentos? Faça os cursos gratuitos no Hub de Educação Financeira da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias