Mercado

Mercados financeiros hoje: inflação ao produtor nos EUA e dados do varejo no Brasil são destaque

Investidores ainda mantém no radar discussões sobre Petrobras

Investimentos
Investimentos

A agenda desta quinta-feira traz o índice de preços ao produtor (PPI) dos Estados Unidos, além dos números de vendas no varejo da economia americana e brasileira. A menos de uma semana das decisões de política monetária dos bancos centrais desses dois países, os indicadores do dia serão olhados com atenção, mas não devem alterar a perspectiva de manutenção dos Fed Funds na faixa de 5,25% e 5,50% e corte de 50 pontos-base da Selic, para 10,75%. Também hoje saem pedidos de auxílio-desemprego e é esperado discurso do vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos. Ainda no Brasil, o Ministério da Fazenda divulga o Prisma Fiscal.

Exterior

Os futuros de Nova York têm leve avanço nesta manhã, assim como a maioria das bolsas europeias, que ampliam ganhos recentes antes de indicadores dos EUA. A Bolsa de Londres, no entanto, está no vermelho. Os dados de hoje podem trazer algum ajuste nas apostas para início de cortes de juros nos EUA, mas não a ponto de alterar a probabilidade maior de que isso ocorra em junho.

Autoridades do Fed e do BCE dizem que precisam de mais evidências de que a inflação está se movendo de forma sustentável para a meta oficial, que é de 2% nos EUA e na zona do euro. A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, disse que é “improvável” que as taxas de juros retornem aos níveis que prevaleciam antes da pandemia.

O petróleo acentuou levemente a alta mais cedo após a Agência Internacional de Energia (AIE) elevar sua projeção para a demanda pela commodity este ano e cortar sua expectativa para a oferta, em relatório mensal.

Por aqui, Petrobras segue no radar

O dia pode ser de ganhos no Ibovespa, na esteira das bolsas internacionais e da alta do petróleo. O investidor também olha o balanço da Eletrobras e segue com Petrobras no radar. O presidente da estatal, Jean Paul Prates, disse ontem que falar em ‘intervenção’ é “querer criar dissidências, especulação e desinformação”.

O Ministério da Fazenda prepara uma contraproposta para a desoneração dos municípios, que deverá limitar o benefício a cidades com até 50 mil habitantes – uma redução em relação ao escopo original do projeto, que beneficia populações de até 156 mil habitantes.

O dólar pode ter oscilações mais contidas, a exemplo do movimento visto ante maioria das moedas emergentes e ligadas a commodities. O viés de alta dos retornos dos Treasuries pode imprimir alguma pressão na curva de juros, especialmente os mais longos, enquanto os curtos podem reagir aos dados do varejo, que devem voltar a mostrar crescimento, o que ajudaria num viés de alta. A mediana do mercado indica alta de 0,2% para as vendas do varejo restrito em janeiro, na margem, após queda de 1,3% em dezembro, e crescimento de 0,5% para as vendas do varejo ampliado em janeiro, na margem, após queda de 1,1% em dezembro.

*Agência Estado

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias