Investir melhor

Qual é o melhor investimento para iniciantes?

Planejar um investimento ideal é o desejo de todos os investidores. Mas para iniciantes a importância disso multiplica

Foto: Pixabay

Por João Paulo dos Santos

A busca pelo melhor investimento não é exclusiva de quem é iniciante nesse universo – todas as pessoas querem planejar a melhor forma de fazer seu dinheiro render. Mas os primeiros passos neste sentido é extremamente importante principalmente para quem está começando não desanimar ou se frustrar logo de cara.

Para todos, a descoberta do seu perfil de investidor é o que norteia a busca pelo melhor investimento para si. O perfil do investidor pode ser conservador, moderado ou arrojado (também conhecido como agressivo), mas é só com esse conhecimento que alguém consegue traçar onde quer chegar e como.

Além da tolerância aos riscos, a análise para descoberta do perfil leva em consideração a situação financeira (renda e patrimônio), a idade, o conhecimento do mercado e, claro, qual a destinação que será dada para o dinheiro.

Características de investimentos para iniciantes

Apesar do perfil do investidor direcionar para algumas características de investimento, alguns pontos destacados por especialistas são de extrema importância para iniciantes. Sidney Lima, analista da Ouro Preto Investimentos, diz acreditar que no início é importante focar em investimentos de baixo risco, já que a falta de experiência pode fazer com que a pessoa perca dinheiro com as flutuações do mercado.

“A liquidez também é crucial, pois permite ao investidor acessar seu dinheiro rapidamente se necessário. Além disso, é aconselhável procurar por investimentos com custos baixos, especialmente taxas de administração e manutenção, para maximizar os retornos”.

Fernando Camargo Luiz, sócio e gestor da Trópico Investimentos, ressalta também a definição dos objetivos dos investimentos para escolher bem o ativo.

“Se a pessoa for precisar dos recursos no curto prazo, é preciso que ela busque ativos de baixo risco e elevada liquidez. O que significa abrir mão de uma rentabilidade maior e ficar longe da renda variável. Se o objetivo for formar poupança com vista na aposentadoria, algo de médio/longo prazo, também precisa ter em mente que tais recursos investidos não podem incorrer em risco elevado”.

Dicas na hora de investir

Além de saber quais tipos de investimento são mais aconselháveis para iniciantes, algumas dicas também são valiosas para a hora de escolher o melhor ativo para você.

Para Camargo Luiz, não se aventurar e comprar ativos sozinhos é algo imprescindível. Ele diz que o ideal é buscar gestoras e corretoras sólidas e confiáveis. Ainda que a busca seja pelo melhor investimento, o analista da Ouro Preto Investimentos lembra que a diversificação é a melhor chave para reduzir riscos. 

Outro ponto a ser lembrado é que, no caso de iniciantes, o primeiro investimento deve ser sempre voltado para uma reserva de emergência. Nela, o investidor terá uma quantia de segurança em casos de imprevistos ou para cobrir riscos inerentes aos investimentos. 

Idealmente, ela deve cobrir seis meses dos seus custos de vida para o caso de você perder sua fonte de renda.

Quer saber mais sobre como começar a investir? Confira esse curso gratuito do Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.