Tesouro direto

Prejuízos no Tesouro Direto? Não precisa se esconder da marcação a mercado

Mulher segurando um tablet que apresenta tela com gráficos financeiros.
O mercado secundário é onde os investidores compram e vendem esses papéis uns aos outros por meio de suas corretoras.

Homem branco, com cabelo castanho claro. A foto o retrata de forma lateralizada, com uma camisa polo azul.

Arthur Vieira

@arthurvmoraes

Professor de finanças, palestrante, consultor, apresentador e sócio do Clube FII


Que saudades dos tempos de criança! Eu brincava muito de esconde-esconde (que em algumas regiões do país é chamada de pique esconde) e me lembro de uma regra que era o salva o mundo!

O legal da brincadeira era encontrar um bom esconderijo, conseguir sair sem ser notado, correr para o ponto combinado e gritar “fulano salvo”! O chato era bater cara, ou seja, ser a criança que tinha que contar até cem, procurar as outras que estavam escondidas e chegar no ponto combinado gritando “fulano pego”!

Geralmente a primeira criança a ser pega tinha como castigo ser aquela que iria bater cara na próxima rodada. Exceto se a última a sair do esconderijo conseguisse chegar no ponto de encontro e gritasse: 1, 2 e 3 salva o mundo! Nesse caso, nada mudava para a próxima rodada, estavam todas salvas e a mesma criança iria ter que bater cara novamente.

Que tempo bom! Sem preocupações financeiras, boletos e investimentos.

Já nos tempos atuais, tem vezes que nos preocupamos mais do que o necessário. Se você investiu em títulos como tesouro prefixado, Tesouro IPCA +, RENDA + ou Educa + e atualmente está tendo prejuízo, foi pego pela marcação a mercado. Não se preocupe. Nessa brincadeira de gente grande também tem o salve o mundo!

No texto anterior expliquei que a renda fixa é muito fixa (leia aqui), razão pela qual os preços dos títulos variam, e que uma característica dos títulos de renda fixa é ter um prazo de vencimento. Justamente por isso que você não precisa se preocupar com essa desvalorização atual.

O dia do vencimento é o “salva o mundo”! Se você esperar até essa data, não apenas não vai perder nada, como vai ganhar toda a remuneração contratada.

Lembre-se, os títulos do Tesouro Direto foram emitidos pelo Tesouro Nacional e tiveram a rentabilidade definida em um leilão no mercado primário. Essa é a taxa de emissão que, em outras palavras, é quanto o governo se obrigou a pagar de juros pelo empréstimo que contraiu. Isso não vai mudar, foi contratado no momento da emissão do título.

O que muda a todo momento é o preço do título, justamente para ajustar a rentabilidade gerada pela renda (que é muito fixa). Quando você compra um título na plataforma do Tesouro Direto paga um certo preço, que irá gerar a rentabilidade indicada no site, se você ficar com o título até o dia do vencimento.

O preço vai continuar oscilando. Caindo nos períodos em que o mercado desejar mais rentabilidade e subindo quando se contentar com ganhos menores. Como preço não é renda, isso em nada muda o quando você tem a ganhar no dia do vencimento.

Porém, se você vender os seus títulos antes do vencimento, é essa oscilação de preços que vai determinar o resultado do seu investimento, podendo gerar até prejuízo, caso você venda por preço abaixo do que comprou ou mesmo lucro menor ou maior do que se esperasse a data de vencimento. Tudo depende de qual o preço vender.

Como a única forma de aumentar a rentabilidade de um título de renda fixa é comprá-lo mais barato, nos momentos em que você vê os veículos de imprensa dizendo que as taxas do Tesouro Direto estão muito altas, já sabe. O outro lado dessa notícia é que os preços dos títulos estão muito baixos. Pode ser que estejam abaixo do preço pelo qual você comprou. Se for o caso, uma venda por esse preço geraria prejuízo, mas você não precisa vender. Basta esperar o dia do vencimento e “1, 2 e 3 salva o mundo!” Você irá ganhar dinheiro.

E como as coisas mudam rapidamente na economia, tempos depois e ainda antes da data final do título, pode ser que você se depare com a situação de estar com ganho bem acima daquele definido na data da compra. Nesse caso terá a opção de vender e realizar esse ganho extra ou esperar a data de vencimento. Mas da mesma forma que o prejuízo deixa de existir, o lucro adicional também. Na data de vencimento você ganha exatamente a taxa indicada no dia da compra. Nem mais, nem menos.

No site do Tesouro Direto você encontra um gráfico que demonstra e compara a rentabilidade caso venda o título na data atual e caso espere a data de vencimento.

Veja um exemplo de um investimento que fiz dia 20/06/2023 no Tesouro RENDA + 2040.

Na ocasião, comprei o título por R$ 1.025,80, o que gerava rentabilidade de IPCA + 5,60% se eu esperasse até a data do vencimento. De lá para cá o mercado já aceitou rentabilidades bem menores, e então o preço do meu título valorizou, enquanto atualmente demanda mais rentabilidade e, por isso, o meu título desvalorizou.

Gráfico Arthur Vieira

O gráfico mostra na linha azul escuro o preço que estaria valendo o título se hoje fosse a data de vencimento. O nome técnico dessa linha é curva do papel. Esse preço é teórico, só existiria hoje se nada tivesse mudado desde quando investi.

A verdade está na linha azul clara, que mostra o preço pelo qual o título vem sendo negociado no mercado. Tem justamente esse nome de curva de mercado.

Note que, desde que comprei, já houve épocas em que eu poderia vender o título ganhando mais do que se esperasse o vencimento. São os períodos em que a linha azul clara (curva de mercado) esteve acima da linha azul escuro (curva do papel).

Como o humor do mercado muda o tempo todo, atualmente o título está sendo negociado a R$ 964,11. Bem menos do que o preço que comprei. Note a linha azul claro bem abaixo da azul escuro. Uma venda geraria um belo prejuízo. Resultado equivalente a IPCA – 12,09%.

Estou tranquilo, não vou vender o título agora e sei que terei uma excelente rentabilidade na data de vencimento. Estou aguardando o “salve o mundo!”. Mantenha a calma você também. Investimos justamente para isso, para ter mais tranquilidade na vida.

Se você planeja seus investimentos e sabe o motivo pelo qual investiu, não terá preocupações com as oscilações de preço que vão acontecer no meio do caminho.

Está se perguntando por que não vendi o título quando estava ganhando muito mais do que se esperasse até 2040? Isso é assunto para um outro texto. Até lá deixo você mesmo pensar se eu deveria ou não ter vendido.