Notícias

8 mitos e verdades sobre a economia do Brasil em época de Copa do Mundo

Relatório do Bank of America detalha oito afirmações que são feitas sobre o mercado em tempos de Copa do Mundo

Torcedora com camisa do Brasil. Foto: Adobe Stock
Copa do Mundo de 2022 acontece no Catar e começa no dia 20 de novembro. Foto: Adobe Stock.

Por João Paulo dos Santos

A Copa do Mundo 2022 de futebol acontece este ano no Catar, país sede que reunirá seleções e turistas do mundo todo.

No Brasil, conhecido como país do futebol, historicamente há uma grande comoção em volta da competição, e com isso várias afirmações são feitas sobre a interferência da Copa do Mundo no dia a dia dos brasileiros, na economia e até na bolsa.

Por isso, o Bank of America analisou oito mitos e verdades sobre a bolsa e outros aspectos da economia que podem variar em tempos de Copa do Mundo. Confira:

1 – O volume negociado em bolsa cai durante a Copa do Mundo: Verdade ✅

Segundo levantamento do BofA, o volume negociado na bolsa brasileira foi em média 17% menor durante a Copa do Mundo. O volume é ainda menor em dias de jogo da seleção brasileira, 36% menor.

2 – Para assistir o jogo da seleção, o Brasil para: Verdade ✅

Além de diversos locais de trabalho liberarem os funcionários para o jogo da seleção, foi registrado que o consumo de energia caiu 20% em relação aos dias de semana normais durante as partidas do Brasil nas duas últimas edições da Copa do Mundo. 

No entanto, o impacto dessa “parada” tende a ser limitado, já que uma partida de futebol normal geralmente dura no máximo duas horas (0,02% do total de horas durante um ano, ou 0,16% assumindo todas as sete partidas possíveis até a final da Copa). 

3 – A venda de cerveja aumenta durante a Copa do Mundo: Verdade ✅

O Bank of America espera que a Copa do Mundo de 2022 ajude as vendas de cerveja no quarto trimestre. A principal beneficiada é a Ambev, maior empresa do ramo no país, mas o aumento não deve significar uma virada de jogo. 

“Os volumes devem ser sólidos em parte porque os jogos estão sendo disputados durante o verão no Brasil pela primeira vez, a maioria das partidas ocorrerá às 16h do horário de Brasília, e os consumidores devem lotar os bares”, avalia a instituição. 

4 – A Copa do Mundo aumenta vendas e consumo de eletrônicos: Mito ❌

Apesar da expectativa de muita gente acompanhando a Copa do Mundo, as TVs de tela plana tendem a ser itens de baixa margem e a maior parte da lucratividade vem de financiamento ao consumidor com margem mais alta e garantias estendidas. Espera-se também que os horários dos jogos reduzam o tráfego nas lojas, mitigando qualquer aumento nas vendas para varejistas de eletrônicos.

+ Quanto a seleção brasileira que jogará na Copa valeria se fosse uma empresa na Bolsa?

5 – Compradores ficam mais em casa: Verdade ✅

Segundo o relatório do BofA, embora os shoppings no Brasil sejam uma importante fonte de entretenimento, eles não podem competir com as partidas da Copa do Mundo. Assim , o banco acredita que haverá uma redução considerável no tráfego de pessoas mesmo quando os shoppings estiverem abertos. 

As operadoras mencionam uma redução histórica de vendas em dias de jogos de até 50%, dependendo da categoria e do horário do jogo, já que as compras em shoppings tendem a ser oportunistas. Essa tendência se estende às construtoras. As bancas de vendas tendem a ficar mais vazias em dias de jogos. No entanto, os compradores muitas vezes apenas adiam suas compras, já que as casas são (geralmente) compras planejadas. Portanto, é esperado um impacto global limitado em shoppings e construtoras.

6 – Consumo de caixas são maiores em anos de Copa: Verdade ✅

Segundo o relatório, as remessas de caixas são em média 12% maiores em anos de Copa do Mundo. O uso tende a ser alavancado por maiores vendas de produtos ligados à competição, como camisas, bolas, alimentos e cerveja.

Outro fator que também colabora com o número é que as Copas do Mundo coincidem com as eleições nacionais no Brasil, o que também é importante para a demanda de papéis e cartões. 

7 – Venda de serviços de TV por assinatura e internet aumentam muito: Mito ❌

“Embora possa haver um aumento marginal nas vendas de pacotes, não esperamos que tenha um impacto significativo nas receitas, especialmente porque os consumidores podem aproveitar ofertas pontuais de pay-per-view. Além disso, muitos eventos esportivos são transmitidos em serviços de streaming, que podem atender melhor à demanda do consumidor”, afirma o BofA.

+ 7 curiosidades sobre o Catar, país sede da Copa do Mundo 2022

8 – Os procedimentos eletivos de hospitais caem significativamente: Mito ❌

Para o banco, não há evidência que isso aconteça. O BofA analisou dados da empresa Fleury nos últimos anos e concluiu que a interferência é mínima. “Embora esperemos uma redução temporária em alguns procedimentos específicos, não vemos impacto relevante nos fundamentos da empresa”, afirma.

EXTRA: As operações na B3 não irão ser interrompidas durante a Copa do Mundo, e nem nos horários de jogos da seleção brasileira. Confira os horários.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias