Notícias

Come-cotas é cobrado hoje: entenda esse imposto e como ele afeta seus investimentos

A antecipação do imposto é cobrada duas vezes ao ano, em novembro e maio

Leão, figura representativa do Imposto de Renda
A restituição do Imposto de Renda é a devolução de uma parcela do imposto pago a mais pelo contribuinte durante o ano

Por Redação B3 Bora Investir

Quem tem dinheiro guardado em fundos de investimentos e abrir sua carteira hoje pode ter uma surpresa desagradável e ver um valor menor do que o esperado. Isso porque o come-cotas é cobrado nesta quinta-feira, 30 de novembro. Trata-se de uma antecipação do imposto de renda sobre os rendimentos de fundos de renda fixa e multimercados. Entenda como essa tributação é cobrada e quais os produtos afetados.

O que é o come-cotas?

O come-cotas é uma antecipação da cobrança do imposto de renda sobre o rendimento de alguns tipos de fundos. Ou seja, em vez de a Receita Federal esperar o resgate do investimento pelo cotista para apurar o imposto, essa cobrança é feita antes, duas vezes por ano.

Como é cobrado o come-cotas?

Essa tributação é feita automaticamente no último dia útil de maio e no último dia útil de novembro. O investidor não precisa fazer nenhum tipo de declaração nessa data.

Vale ressaltar que o come-cotas incide apenas sobre os rendimentos dos fundos, e não sobre o valor principal aportado. Se o desempenho do fundo foi negativo naquele período, não é feita a cobrança.

Qual o valor da alíquota?

A alíquota depende de como é classificado o fundo. Para aqueles de longo prazo (que têm a sigla LP no nome), é feita uma cobrança de 15%. Já para os fundos de curto prazo (com CP no nome), a tributação é de 20%.

Quais fundos sofrem a tributação pelo come-cotas?

Os fundos de Renda Fixa, Multimercados e Cambiais. Hoje, a cobrança é feita apenas aos fundos abertos, aqueles que são distribuídos pelos bancos e corretoras.

Está em tramitação no Congresso uma mudança nessa regra, para que os fundos exclusivos também sejam tributados pelo come-cotas.

Quais fundos não a antecipação de imposto?

Os fundos de ações não estão sujeitos à cobrança do come-cotas. Nesse caso, a tributação é feita apenas no resgate, e é de 15%.

Nos fundos de previdência, também não há a tributação antecipada. Para eles, a taxação ocorre somente no resgate. O valor cobrado depende da tabela escolhida no momento da aplicação: progressiva ou regressiva.

Os fundos chamados de condomínio fechado, como os fundos imobiliários (FIIs) e FIagros, cujas cotas são negociadas em bolsa, também não sofrem com a cobrança antecipada do imposto de renda.  

Gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre fundos de investimentos? Confira os cursos gratuitos no Hub de Educação Financeira da B3 – bolsa de valores!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias