Notícias

Gautam Adani – homem mais rico da Ásia sai do ‘Top 3’ dos bilionários

Gautam Adani perdeu US$ 8,2 bilhões em um dia e saiu da lista dos 10 mais ricos. Indiano é acusado de manipular preços de ações e fraude contábil no seu conglomerado

Gautam Adani. Foto: Reprodução Twitter/@gautam_adani
O Adani Group é um conglomerado multinacional, de sete empresas. Foto: Reprodução Twitter/@gautam_adani

O homem mais rico da Ásia, Gautam Adani, entrou no início do ano passado para o seleto grupo dos ‘centibilionários’. O que isso quer dizer? Ele era uma das 11 pessoas – dos mais de 8 bilhões de habitantes do planeta Terra – cuja fortuna ultrapassava os US$ 100 bilhões.

No entanto, desde a semana passada, Adani viu seu conglomerado empresarial, Adani Group – o segundo maior da Índia – perder US$ 68 bilhões em valor de mercado. O revés bilionário veio após a companhia de investimentos Hindenburg Research acusá-lo de manipular os preços de ações, no momento que o grupo iniciou uma oferta de papéis destinados a levantar US$ 2,5 bilhões.

A empresa do bilionário também é acusada de manter companhias de fachada em paraísos fiscais para lavar dinheiro, além de manipular lucros “para manter a aparência de boa saúde financeira e de solvência” de todas as suas filiais de capital aberto listadas em bolsa.

Diante dessas acusações, a fortuna de Gautam Adani encolheu em US$ 8,21 bilhões – cerca de R$ 42 bilhões – em um único dia. Com o resultado, o indiano caiu para a 11ª posição do ranking de bilionários da Bloomberg.

Hoje, a fortuna é estimada em US$ 84,4 bilhões. Para se ter uma ideia, em setembro de 2022, esse valor era de US$ 150 bilhões. Em uma outra comparação, há uma semana, Adani ainda tinha US$ 120 bilhões – uma queda de US$ 35,6 bilhões em sete dias.

O Adani Group é um conglomerado multinacional, de sete empresas, com negócios que envolvem operações aeroportuárias na Índia, mineração de carvão na Austrália, além de energia e gestão.

As acusações contra Adani e suas empresas

Na semana passada, a empresa de investimentos Hindenburg Research divulgou um relatório afirmando que as sete empresas de Adani estavam supervalorizadas, com um “risco de queda de 85%”. O principal motivo para esse diagnóstico são denúncias de manipulação de preços de ações e fraude contábil.

O documento afirma ainda que o Adani Group usou empresas de fachada offshore – ligadas à família de Adani – para aumentar os preços das ações.

Diante dessas acusações, investidores começaram a vender as ações do conglomerado – o que explica a queda na fortuna do bilionário indiano. Desde 25 de janeiro, os papéis da Adani Enterprises e de outras companhias do grupo caíram mais de 15%.

Gautam Adani nega as acusações

O Adani Group rejeitou todas as acusações da Hindenburg Research em um relatório de 413 páginas. No documento, o conglomerado informou que grupo fez todas as divulgações regulatórias necessárias e cumpriu as leis locais.

Quem é Gautam Adani?

Nascido de uma família de classe média em Ahmedabad, estado de Gujarat, oeste da Índia, Gautam Adani largou a faculdade para virar comerciante de diamantes em Mumbai, capital financeira do país.

A partir da década de 80, ele começou a importar plásticos para depois abrir a Adani Enterprises – até hoje a sua principal companhia – que vendida diversos produtos como sapatos e baldes. Na década de 90, Adani passa a apostar em infraestrutura e mineração

Hoje, as empresas do indiano operam aeroportos, geram eletricidade, fabricam equipamentos de defesa e administram um meio de comunicação. Para sair da mineração de carvão, o bilionário pretende criar a maior companhia de energia renovável do mundo até 2030.*Com informações da Associated Press

Veja mais: 5 principais bilionários da tecnologia perdem juntos quase US$ 200 bi em 2022

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias