Empresas

Microsoft e Alphabet têm alta nas vendas no 3º tri com foco na computação em nuvem e IA

Demanda por serviços de acesso remoto cresceu em meio à busca por novos produtos de inteligência artificial. Apesar de positivo, resultado da dona do Google veio aquém do esperado

Sede da Alphabeth (controladora do Google), nos EUA. Foto: Adobe Stock.
Sede da Alphabeth (controladora do Google), nos EUA. Foto: Adobe Stock.

Os primeiros resultados dos balanços corporativos das chamadas Big Techs – que são grandes empresas de tecnologia – mostraram um cenário positivo para o setor no 3º trimestre do ano.

A Microsoft registrou a maior alta nas vendas em seis trimestres, com um aumento de 13% na receita (US$ 56,5 bilhões) e um lucro líquido de US$ 22,3 bilhões, o que representa um crescimento de 27%. Esses números superaram as projeções dos analistas.

+ Meta, Tesla, Spotify… quais são os 10 BDRs com maiores retornos de 2023 – até aqui

Vale lembrar que no 2º trimestre a empresa registrou lucro e vendas abaixo do esperado., inclusive com o pior crescimento desde setembro de 2022.

Os resultado foi impulsionado pelo crescimento na computação em nuvem. Os serviços de acesso a softwares e armazenamento de dados de forma remota tem sido o foco de investimentos das Big Techs.

Segundo o balanço da companhia, a receita de produtos corporativos em nuvem aumentou 24%, para US$ 31,8 bilhões. “A força da nuvem da Microsoft foi responsável por impulsionar os resultados do trimestre”, afirmou a empresa em comunicado.

As ações da companhia subiram mais de 5% nas negociações estendidas, após o pregão de ontem. Nesta quarta-feira, 25/10, os papéis seguem em alta na Nasdaq, a bolsa de tecnologia dos Estados Unidos.

Alphabet: vendas sobem, mas nuvem frustra

A Alphabet, empresa controladora do Google, registrou US$ 76,7 bilhões em vendas no 3º trimestre, uma alta de 11% na comparação com o mesmo período do ano passado. O lucro líquido também avançou para US$ 19,7 bilhões, 42% acima dos US$ 13,9 bilhões de julho e setembro de 2022.

Apesar do bom resultado, o segmento de computação em nuvem avançou bem menos do que analistas esperavam. As receitas do Google Cloud somaram US$ 266 milhões no 3º trimestre, bem abaixo do esperado de US$ 434 milhões.

Diante desses números, a Alphabet segue como a terceira colocada neste mercado, atrás de Amazon e da Microsoft.

O CEO global da Alphabet, Sundar Pichai, disse que ficou satisfeito com os resultados financeiros da companhia e destacou os investimentos em inteligência artificial.

“Continuamos trabalhando com o foco de tornar a IA mais útil para todos. Há um progresso animador nessa área e muito mais por vir”, afirmou no comunicado. As ações da empresa caíram 5% na negociação estendida após o fim do pregão de ontem nos Estados Unidos. Nesta quarta-feira, os papéis seguem negociados em queda.

Para saber mais sobre investimentos e educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias