BDRs

Meta, Tesla, Spotify… quais são os 10 BDRs com maiores retornos de 2023 – até aqui

Levantamento mostra os BDRs do índice BDRx que tiveram destaque no ano até agora. Ausência de Big Techs é sentida

Meta, Tesla, Spotify.. saiba os 10 BDRs com maiores retornos de 2023 - até aqui
Os BDRs não são propriamente ações, mas sim certificados de ações emitidos por empresas estrangeiras.

Por João Paulo dos Santos

Investir em grandes empresas internacionais não é algo exclusivo de investidores do exterior. Por meio dos BDRs (Brazilian Depositary Receipts) é possível aportar em companhias como Meta, Tesla, Google, Apple e muito mais.

Os BDRs não são propriamente ações, mas sim certificados de ações emitidos por empresas estrangeiras. Isso permite que sejam negociados no Brasil sem a necessidade de ter conta em uma corretora fora do país. Ele é negociado da mesma forma que uma ação local, com a mesma facilidade e em real.

Em 2023 diversos desses papéis tiveram ótimos retornos para seu investidor. Por isso, o Bora Investir trouxe para você conhecer os dez BDRs com melhores desempenhos. Confira a lista completa a seguir.

Do Google ao Mc Donald´ s: como investir no exterior sem sair da B3?

Os 10 BDRs do índice BDRx com maiores retornos em 2023 – até aqui

O levantamento feito pelo consultor financeiro, Einar Rivero, trouxe os dez BDRs que fazem parte do índice BDRx com melhores retornos no ano de 2023, até a data de 9 de outubro.

O BDRx é um indicador do desempenho médio dos principais BDRs negociados na bolsa de valores brasileira. Para fazer parte dele, é necessário que o ativo possua formador de mercado, ou seja, uma pessoa jurídica cadastrada. 

Também é preciso ter presença em pregão maior ou igual a 95% no período de vigência das três carteiras anteriores e não ser Penny Stock (ação com cotação média inferior a R$ 1).

Nvidia, Meta e Coinbase no topo dos BDRs

O top 3 dos maiores retornos dos BDRs conta com a Nvidia e a Meta, ambas do ramo de tecnologia, ocupando as duas primeiras posições, com retornos de 202,33% e 157,95%, respectivamente. 

Segundo Celso Grisi, professor da FIA Business School, o desempenho da Nvidia foi baseado expressivamente em função dos avanços alcançados em Inteligência Artificial. “Isto tem produzido números muito favoráveis e os investidores estão priorizando a compra desses papéis”.

Já em relação à Meta, Grisi afirma que a revisão dos gastos em 2023, sobretudo no metaverso, postergando os planos feitos para esse produto e expansão dos reels em busca de liderança, foram os destaques que alavancaram a empresa.

Na terceira posição aparece a Coinbase, uma casa de câmbio digital ligada principalmente à criptomoedas. A companhia teve 121,05% de retorno no seu BDR. A empresa é seguida pela Tesla, que aparece em quarto lugar com desempenho de 104,83%.

Para o professor da FIA Business School, o modelo de negócios da empresa foi muito bem recebido por investidores. “Nesse modelo a receita depende principalmente das taxas de transação. Com isso seu desempenho financeiro tem sido impressionante, sobretudo nos últimos anos, com altas taxas de crescimento de receita, forte liquidez e margens de lucro favoráveis”.

Spotify como “intruso” em domínio de norte-americanos

Entre os dez BDRs com maiores retornos, sete deles são dos EUA. Contudo, em 5º lugar, uma empresa de Luxemburgo se destaca, o Spotify. A companhia teve retorno de 93,98% em 2023 até a data do levantamento.

“A recuperação do Spotify se deu em função da reorientação de seus recursos para a área de podcast e assinantes premium. Essas áreas trouxeram bons resultados financeiros aos seus negócios”, afirma Grisi.

As outras duas empresas não norte-americanas no ranking são a New Oriental Education, provedora de serviços educacionais privados na China, e a Transocean, da Suíça, cujos BDRs renderam 63,54%, igualmente.

A Transocean tem um total de 5.350 funcionários e está listada no setor de Energia e categorizada na indústria de Serviços e Equipamentos de Poços de Petróleo. “Esse último setor está se beneficiando dos preços mais altos do petróleo e isso traz boas perspectivas no médio prazo”, destaca o professor.

BDR: 5 pontos essenciais para entender antes de começar a investir

Ausência de Big Techs consolidadas

Quem vê o levantamento pode sentir falta de empresas mais conhecidas do público brasileiro, principalmente como as Big Techs: Google, Amazon, Apple, Microsoft entre outras.

De acordo com Celso Grisi, estas empresas ainda estão ajustando seus negócios ao cenário macroeconômico norte-americano, desde o início do ciclo de aperto monetário dos Estados Unidos. Cortaram massivamente o número de funcionários e implantaram outras medidas para reduzir seus custos. 

“Com isso, os resultados só aparecerão em um futuro próximo, e os investidores brasileiros estão temerosos sobre a capacidade delas em entregar bons resultados”, completa.

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre BDRs? Faça os cursos gratuitos no Hub de Educação Financeira da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias