Investir melhor

7 dicas para escolher BDRs que pagam os melhores dividendos

Os certificados podem garantir uma renda passiva para o investidor, mas é preciso atenção

ETFs de dividendos. Foto: Adobe Stock
Entenda as taxas cobradas por bancos sobre transações e quais fazem mais sentido para a sua rotina financeira Foto: Adobe Stock

Por Paula Pacheco, especial para o Bora Investir

Os BDRs – sigla para Brazilian Depositary Receipts – são certificados que representam ações emitidas por empresas estrangeiras. Negociados na B3, os BDRs são lastreados em um ativo negociado em uma bolsa estrangeira. Seus ganhos podem vir por meio da valorização do ativo original, da alta do dólar em relação ao real e da distribuição de dividendos.

BDRs: mitos e verdades sobre esse tipo de investimento

O Bora Investir ouviu dois especialistas – Carol Stange, consultora financeira, e Enzo Pacheco, analista da Empiricus Research – e traz os BDRs que pagaram os maiores dividendos para os investidores nos últimos 12 meses. Confira as dicas para quem busca diversificação e quer incluir os certificados no portfólio.

O primeiro alerta é que nem sempre os BDRs vão pagar dividendos aos investidores. Isso só acontece no caso de a empresa emissora da ação estrangeira gerar lucro e decidir fazer a remuneração.

BDR: 5 pontos essenciais para entender antes de começar a investir

Planejamento

Carol sugere ao investidor que tenha cuidado ao planejar o investimento nos certificados. “Idealmente, primeiro o investidor deve mapear e definir a liquidez de que precisa, entendendo o tipo de risco que está disposto a correr, para só depois selecionar o produto que mais se encaixa nessas premissas”, observa a especialista.

Confira 5 vantagens de investir em BDRs de ETFs

O analista da Empiricus Research salienta que, assim como nas ações, cabe ao investidor tentar entender o negócio como um todo, levando em consideração a concorrência no setor e as vantagens da empresa, além dos riscos.

“No caso específico de geração de renda via dividendos, o investidor tem de estudar a capacidade de geração de caixa do negócio, as necessidades de investimentos para manter a companhia e o quanto desses recursos podem ser destinados aos acionistas via proventos”, pontua Pacheco.

Os BDRs que mais pagaram dividendos

O especialista preparou uma lista das empresas que têm BDRs negociados no Brasil e que mais pagaram dividendos nos últimos 12 meses:

1. Microsoft: US$ 20,2 bilhões

2. Apple: US$ 15,0 bilhões

3. Exxon Mobil: US$ 14,9 bilhões

4. JPMorgan Chase: US$ 13,4 bilhões

5. Chevron: US$ 11,3 bilhões

7 dicas para aumentar as chances de lucrar com dividendos de BDRs

1)   Todo BDR paga dividendos mensais?

Não. A maioria das empresas paga trimestralmente, e algumas pagam semestralmente ou anualmente. A frequência de pagamento de dividendos é definida pela política de dividendos da empresa emissora do BDR e pelo seu desempenho financeiro.

2)    Como saber a frequência de pagamento de dividendos de um BDR?

É possível consultar as seguintes fontes:

– Página de Relações com Investidores (RI) da empresa emissora das ações representadas pelo BDR: Essa página geralmente contém informações sobre a política de dividendos da empresa, incluindo a frequência de pagamento.

– Site da B3: A B3 também disponibiliza informações sobre a frequência de pagamento de dividendos dos BDRs listados.

– Plataformas de investimento: As plataformas de investimento geralmente fornecem informações sobre a frequência de pagamento de dividendos dos BDRs disponíveis para negociação.

3)    A frequência de pagamento de dividendos pode ser alterada?

Sim. Para os dividendos, também vale a máxima: desempenho passado não é garantia de desempenho futuro. A empresa pode decidir reinvestir o lucro, ou pode não lucrar em determinado período, o que faz com que ela deixe de pagar os dividendos. Portanto, é preciso que o investidor tenha cautela no seu planejamento para não contar com o recebimento dos dividendos como algo certo e imutável.

4)    Como escolher os BDRs para investir?

Assim como no caso das ações, cabe ao investidor tentar entender o negócio como um todo — concorrência, vantagens da empresa, principais riscos, por exemplo. No caso específico de geração de renda via dividendos, o investidor tem de estudar a capacidade de geração de caixa do negócio, as necessidades de investimentos para manter a companhia e o quanto desses recursos podem ser destinados aos acionistas via proventos.

5) O que mais deve ser observado pelo investidor?

Liquidez: O BDR deve ter liquidez suficiente para que você possa comprar e vender com facilidade.

Histórico de dividendos: Se seu objetivo é renda passiva, o BDR deve ter um histórico de pagamento de dividendos consistente.

Crescimento: O BDR deve ser de uma empresa que esteja crescendo e gerando valor para seus acionistas.

Risco: O BDR deve ser de uma empresa com um risco aceitável para o seu perfil de investidor.

6)    O que o investidor não pode deixar de fazer antes de fazer aportes em BDRs?

– Faça sua pesquisa: Antes de investir em qualquer BDR, é importante fazer uma pesquisa e entender o negócio da empresa emissora.

– Diversifique: Não invista todo o seu dinheiro em um único BDR. Diversifique sua carteira para reduzir o risco.

– Invista mirando o longo prazo: Os investimentos em dividendos são mais rentáveis no longo prazo.

7)    Quando os BDRs pagam os dividendos?

Os BDRs pagam dividendos na mesma data que as ações que representam. A data de pagamento dos dividendos é divulgada pela empresa emissora do BDR. Por se tratar de um recibo de uma ação, o BDR tem uma instituição responsável pela sua emissão — que irá receber esses recursos e direcioná-los aos detentores da BDR.

Para mais conceitos sobre o mercado financeiro, confira os conteúdos gratuitos do Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias