Notícias

ETF de Bitcoin à vista é aprovado, mas SEC mantém discurso duro em relação a criptomoedas

No fim da noite desta quarta-feira, segundo a Binance, o bitcoin operava na casa dos US$ 46,6 mil, em elevação de 1,7%

Imagem de uma moeda de bitcoin em tom acobreado
Bitcoin é a mais famosa das criptomoedas. Foto: Michael Wensch/Domínio Público

Por Redação B3 Bora Investir

Agora, sim, é oficial: a Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM dos Estados Unidos) aprovou ontem o funcionamento dos primeiros fundos negociados em bolsa (ETFs) de bitcoin à vista. O comunicado foi feito um dia depois de um anúncio falso, que trouxe ainda mais volatilidade ao ativo. Mas o texto, assinado pelo presidente da SEC, Gary Gensler, mantém o discurso duro dos reguladores em relação às criptomoedas.

“A ação de hoje não aprova ou endossa plataformas ou intermediários de negociação de criptomoedas, que, em sua maioria, não cumprem as leis federais de valores mobiliários e muitas vezes apresentam conflitos de interesse”, diz o texto, que arremata: “a SEC não aprova, tampouco endossa, o bitcoin”.

O processo que libera o ETF de bitcoin à vista se refere à proposta da Grayscale, mas foram liberados ainda os instrumentos da BlackRock e da Ark Investments/21Shares, além de outros. Todos estarão em funcionamento a partir de hoje. No fim da noite desta quarta-feira, segundo a Binance, o bitcoin operava na casa dos US$ 46,6 mil, em elevação de 1,7%.

*Agência Estado

Quer saber mais sobre como investir em cripto na B3? Confira este curso gratuito do Hub de Educação!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.