Mercado

Ibovespa cai 0,28% aos 121 mil pontos, com exterior e Selic em foco

Decisão do Copom está no foco, mas dividiu atenção com a decisão da Fitch de rebaixar a nota dos EUA

Ibovespa
O Ibovespa é o principal índice de ações da B3, a Bolsa de Valores do Brasil

O Ibovespa fechou em queda o pregão desta quarta-feira (2), na contramão do dólar. O dia foi marcado pela expectativa sobre a decisão do Copom para os juros, a ser divulgado após fechamento do pregão. Também esteve no foco o rebaixamento do rating dos Estados Unidos pela Fitch.

No cenário nacional, o Banco Central concentra as atenções dos investidores diante da possibilidade predominante de uma queda de 0,25 ponto percentual na taxa de juros, segundo analistas do mercado. Há a chance, menos provável, de a redução ser de 0,50 p.p.

O Ibovespa perdeu 0,32% e fechou o dia em 120.858 pontos. O dólar subiu 0,33%, a R$ 4,8055.

Como investir no agronegócio, quais as opções e como começar

Melhores ações da bolsa

A Recrusul, empresa de reboques e maquinaria para infraestrutura liderou os ganhos na bolsa nesta quarta-feira, 2 de agosto. A companhia foi acompanhada pela BR Properties, do setor de real estate, que subiu quase 10% no dia. Confira a lista das cinco empresas que mais se destacaram na sessão.

  • Recrusul (RCSL4) 11,17%
  • BR Properties (BRPR3) 9,92%
  • Westwing (WEST3) 8,73%
  • Marcopolo (POMO4) 6,92%
  • Infracommerce (IFCM3) 4,82%

Piores

A Cielo (CIEL3) liderou as quedas na bolsa de valores nesta quarta-feira, com os papéis descendo cerca de 9,15% depois da apresentação de resultados e conferência com investidores. A empresa movimentou quase R$ 700 milhões ao longo da sessão, acima da média da empresa.

Além da Cielo, Clearsale (CLSA3: -6,41%), Lojas Quero-Quero (LJQQ3: -6,20%), Guararapes (GUAR3: -5,98%) e Locaweb (-5,13%) completam a lista das cinco piores perdas do dia.

Na ponta superior, destaque para Recrusul (RCSL4) ficou com a maior alta do dia: +11,17%. BR Properties (BRPR3: 9,92%), Westwing (WEST3: 8,73%), Marcopolo (POMO4: 6,92%) e Infracommerce (IFCM3: 4,82%) completam a lista de maiores valorizações do dia.

Os resultados foram obtidos às 17h24 e estão sujeitos a variações. A lista de melhores e piores contemplam todos os papéis da bolsa que tiveram movimentação acima de R$ 1 milhão no dia.

Bolsas de NY

As bolsas dos EUA fecharam em queda, com S&P 500 caindo 1,38%, a 4.513 pontos. Dow Jones  cedeu 0,98%, 35.282 pontos. Nasdaq encerrou em queda de 2,17%, a 13.973.

No começo da noite de terça-feira (1), a Fitch anunciou o corte do rating dos EUA de AAA para AA+. A agência de risco mostrou preocupação com a situação fiscal da maior economia do mundo nos próximos três anos.

Assim, a secretária de Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen disse discordar “veementemente” da decisão e chamou a medida de “arbitrária e baseada em dados desatualizados”.

Europa

As bolsas europeias fecharam em queda de mais de 1% nesta quarta-feira, 2, depois dos investidores europeus perderem o apetite por risco com o rebaixamento da nota de crédito dos EUA pela Fitch.

Em Londres, o FTSE 100, recuou 1,36% a 7.561,63 pontos, o índice DAX, em Frankfurt, também fechou em queda de 1,36%, a 16.020,02 pontos. O CAC 40, em Paris, caiu 1,26%, a 7.312,84 pontos, e o FTSE MIB, em Milão, também teve perdas, de 1,30%, a 28.974,54 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 recuou 1,92%, a 9.320,50 pontos. Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 teve queda de 1,67%, a 5.978,99 pontos. As cotações são preliminares.

Na quinta-feira, o Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) definirá a nova taxa de juros para o Reino Unido, e embora uma alta de 25 pontos-base seja a mais provável, analistas não descartam um possível aumento de 50 pontos-base. Também na quinta, será divulgado o dado de inflação ao produtor da zona do euro e o índice de gerentes de compras (PMI) de serviços.

*Com informações da Dow Jones Newswires e Estadão Prime

Para mais conteúdos sobre investimentos, confira os conteúdos gratuitos do Hub de Educação Financeira da B3. Esse, por exemplo, é sobre Como Investir em Ações no Exterior.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias