Mercado

Ibovespa fecha em queda, no menor patamar desde 1º de junho; dólar sobe a R$ 5,04

Setores imobiliário e de varejo ficam com algumas das piores perdas do Ibovespa

Ibovespa
O Ibovespa é o principal índice de ações da B3, a Bolsa de Valores do Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

A bolsa de valores hoje começou em alta, mas passou a cair no começo da tarde, enquanto o dólar reverteu quedas e se valorizou na relação com o real. Nesta segunda-feira (30), o índice do setor imobiliário teve forte queda, o que ajudou a levar o desempenho da bolsa para o campo negativo.

Assim, depois de uma abertura positiva, o Ibovespa passou a cair e fechou em queda de 0,68%, a 112.531,52 pontos, perto da mínima, que foi de 112.308,50.

Com isso, o Ibovespa alcança seu menor patamar em um fechamento desde 1º de junho, quando terminou a sessão em 110.564,66 pontos.

Dólar hoje

Simultaneamente, o dólar fechou em alta de 0,67%, cotado a 5,0469. Na máxima, a moeda norte-americana havia batido R$ 5,0600.

No cenário internacional, o DXY, índice que mede o desempenho do dólar frente a outras moedas importantes, desceu 0,41%, a 106,12 pontos.

Ações em alta

A Americanas foi um dos destaques do pregão, liderando os ganhos na bolsa de valores hoje, com valorização de dois dígitos. Destaque também para a Usiminas, que foi impulsionada pela valorização do minério de ferro e colocou dois tickers entre as cinco melhores ações do dia. Veja a lista.

  • Americanas (AMER3) +10,39%
  • Log-In (LOGN3) +5,80%
  • Sequoia (SEQL3) +4,55%
  • Usiminas (USIM5) +4,01%
  • Usiminas (USIM3) +3,33%

Ações em baixa

As ações do setor imobiliário estão entre as maiores quedas na bolsa de valores hoje. O IMOB, índice que mede o desempenho do setor, caiu mais de 2%. O setor de varejo e consumo também teve desempenho ruim, com o ICON, índice do segmento, descendo perto de 1,50%.

“Com a alta dos juros futuros hoje, empresas dos setores de consumo, varejo e construção sofrem mais”, diz Rodrigo Cohen, analista e fundador da Escola de Investimentos, empresa de educação financeira. Veja a lista de ações que mais desceram.

  • Qualicorp (QUAL3)  -8,28%
  • Terra Santa (LAND3) -7,06%
  • Gafisa (GFSA3) -6,28%
  • Magazine Luiza (MGLU3) -6,16%
  • Even (EVEN3) -6,00%

Os rankings contemplam ações que movimentaram acima de R$ 1 milhão no dia. As cotações foram apuradas às 17h07, após o fechamento, mas podem ter atualizações.

Bolsas mundiais

As bolsas de Nova York fecharam em alta com a temporada de balanços e decisão de política monetária do Federal Reserve  (Fed, o banco central norte-americano) na quarta-feira no radar.

Assim, o índice Dow Jones  fechou em alta de 1,58%, aos 32928,96 pontos, o S&P 500 subiu 1,20%, a 4166,82 pontos, e o Nasdaq avançou 1,16%, a 12789,48 pontos.

As bolsas da Europa também subiram. Os números reforçaram as perspectivas de que a pausa nas altas de juros pelo Banco Central Europeu (BCE) deve seguir após a decisão da última semana. Dessa maneira, o índice pan-europeu Stoxx 600 teve alta de 0,36%, a 431,11 pontos.

Em Frankfurt, o DAX avançou 0,20%, a 14.716,54 pontos. O FTSE 100, de Londres, subiu 0,50%, a 7.327,39 pontos. Em Paris, o CAC 40 avançou 0,44%, aos 6.825,07 pontos. O FTSE MIB, de Milão, ganhou 0,19%, a 27.339,91 pontos. Em Madri, o Ibex 35 teve alta de 1,08%, a 9.014,30 pontos. Em Lisboa, o PSI 20 subiu 0,08%, a 6.218,17 pontos.

Haddad e Lula impactaram bolsa de valores hoje

Além disso, os investidores avaliaram os comentários do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que se reuniu com o presidente Lula.

Anteriormente, na sexta, o presidente Lula havia dito que dificilmente o Brasil atingirá o déficit zero em 2024. Nesta segunda, Haddad apresentou dados que mostram que a receita não tem avançado como o imaginado em 2023 devido a “ralos tributários”.

Contudo, Haddad reforçou a importância de recuperação da base fiscal e tentou explicar as preocupações do mandatário sobre a possibilidade de se atingir a meta de primário zero no próximo ano.

Além das falas sobre a meta primária, Haddad apresentou dois nomes para diretorias do Banco Central nesta segunda-feira.

Para diretor de Política Econômica, Haddad indicou o professor da FGV Paulo Picchetti. Já para Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta o nome escolhido foi Rodrigo Alves Teixeira.

Agora, os nomes serão levados para apreciação do Senado.

Selic revisada para cima também impacta Ibovespa

Além disso, a bolsa de valores hoje teve impacto do boletim Focus desta segunda, que trouxe a revisão da taxa de juros do ano que vem e de 2025, que subiram de 9% para 9,25% e de 8,50% para 8,75%, respectivamente.

“Assim, o mercado alterou para cima a Selic . São três os motivos, começando pelo comportamento altista dos juros norte-americanos. Além disso, a crise internacional, com efeitos difusos na volatilidade  e risco. Por fim, a fala recente do presidente Lula sobre a meta fiscal do ano que vem”, analisa o economista André Perfeito.

Porém, para o fim de 2023, a projeção foi mantida em 11,75%, reiterando a expectativa de mais dois cortes de 0,50 ponto percentual.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.