Mercado

Mercado hoje: investidores miram cautela internacional e captação da poupança no Brasil

Dados dos estoques dos Estados Unidos, pela manhã, e da inflação chinesa, à noite, ficam no foco no exterior

Painel de cotação. Foto: Adobe Stock
Bolsa de valores: apresentação de arcabouço fiscal ao presidente Lula é monitorado pelos investidores. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

Dados dos estoques dos Estados Unidos, pela manhã, e da inflação chinesa, à noite, ficam no foco no exterior.

Na volta do feriado de 7 de Setembro, o investidor mira a cautela internacional, enquanto avalia a atividade por meio do fluxo em estradas com pedágio, bem como os números da captação da poupança divulgados pelo Banco Central.

No exterior

Persistentes preocupações com a desaceleração da economia chinesa e japonesa e, de outro lado, a força do mercado de trabalho americano deixam os investidores divididos nesta sexta-feira. Este quadro tente a dificultar o trabalho dos bancos centrais mundiais, sobretudo do Fed, em meio a defesas de novas altas dos juros por lá, dado que a inflação ainda incomoda.

O quadro é de maior cautela nos mercados de ações do ocidente, da Oceania e da Ásia, além de atingir algumas moedas, como a chinesa. Isso porque dados recentes indicaram queda firme nas exportações e importações da China. Hoje à noite, o país asiático divulgará números de inflação, que podem dar mais indícios sobre o ritmo do arrefecimento econômico.

+ EUA tem crescimento mais lento em meio a moderação no mercado de trabalho

Os investidores também monitoram os sinais de tensões sino-americanas, às vésperas da Cúpula do G20, que acontece no fim de semana na Índia, onde o presidente chinês, Xi Jinping, será ausência notável. No Japão, o PIB do segundo trimestre reforçou um consumo mais fraco.

No Brasil

Na volta do feriado da Independência, os investidores locais terão poucas razões para otimismo. As preocupações com a desaceleração da China tendem a contaminar principalmente o Ibovespa.

Um eventual recuo do índice pode ser limitado pela alta do petróleo. Porém, o tema tende a pressionar mais a Petrobras para elevar os preços dos combustíveis. Em tese, isso seria favorável ao caixa da empresa, mas sabe-se que o assunto normalmente se esbarra em questões políticas, o que tende a gerar desconforto no mercado.

*Com informações da Agência Estado

Aprenda a investir em ações. Confira este curso gratuito disponibilizado pelo Hub de Educação Financeira da B3

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias