Mercado

Quem são os 5 ministros já anunciados pelo novo governo Lula

Conheça mais sobre Fernando Haddad (Fazenda); Rui Costa (Casa Civil); José Mucio (Defesa); Flávio Dino (Justiça) e Mauro Vieira (Itamaraty)

O Presidente Eleito Luiz Inacio Lula da Silva durante Entrevista no CCBB Crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil
O Presidente Eleito Luiz Inacio Lula da Silva durante Entrevista no CCBB Crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou nesta sexta-feira, 09/12, os cinco primeiros ministros do seu governo. A confirmação dos nomes veio em uma entrevista no Centro Cultural Banco do Brasil, onde fica a equipe de transição, em Brasília.

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) será o ministro da Fazenda. O atual governador da Bahia, Rui Costa vai para a Casa Civil. O ex-ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro foi nomeado para o ministério da Defesa e Flávio Dino, ex-governador do Maranhão, será ministro da Justiça. Para as Relações Exteriores, Mauro Vieira – atualmente Embaixador do Brasil na Croácia – vai comandar o Itamaraty.

Conheça um pouco mais sobre os cinco nomes já definidos para os ministérios do novo governo Lula.

Fernando Haddad

A trajetória política de Fernando Haddad é marcada por sua longa passagem pelo Ministério da Educação, entre 2005 e 2012, durante os governos de Lula e Dilma. Ele também foi prefeito de São Paulo entre 2013 e 2017.

Haddad também disputou as eleições presidenciais em 2018 e perdeu para o atual presidente, Jair Bolsonaro. Assim como também não venceu as eleições para o governo de São Paulo neste ano.

Fernado Haddad é advogado, professor de ciência política, mestre em Economia e doutor em Filosofia.

Rui Costa

O atual governador da Bahia é economista e foi eleito para cargo duas vezes – em 2014 e 2018. Na vida política foi eleito vereador em 2004 e em 2007 assumiu a Secretaria de Relações Institucionais no primeiro governo de Jaques Wagner no Estado.

Costa fecha o seu segundo mandato como governador da Bahia com 85% de aprovação da população.

Flávio Dino

Flávio Dino foi professor de Direito da Universidade de Brasília e secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em 2011, durante o governo de Dilma Rousseff, assumiu a presidência da Embratur. Entre 2015 e 2022 governou o Estado do Maranhão.

Nas eleições de outubro, Dino foi eleito Senador e atualmente coordenava o grupo técnico que discute Justiça e Segurança Pública na equipe de transição.

José Múcio Monteiro

José Múcio foi eleito cinco vezes deputado federal e passou 16 anos na Câmara. Em 2007, ocupou o posto de líder do governo no Congresso e depois assumiu como ministro das Relações Institucionais de Lula.

Em 2009, Múcio foi indicado pelo presidente eleito para ocupar uma cadeira de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Corte que ele presidiu entre 2019 a 2020.

Mauro Vieira

O embaixador Mauro Vieira já ocupou o cargo de Ministro das Relações Exteriores durante o segundo mandato de Dilma Rousseff. Ex-embaixador em Washington, ele é diplomata de carreira e formado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Atualmente, ele é embaixador do Brasil na Croácia.

Lula: PEC será aprovada

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse há pouco já ter escutado rumores de que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Transição enfrentará problemas para passar na Câmara dos Deputados, depois de já ter tramitado pelo Senado de forma favorável ao próximo governo.

“Já ouvi boato de que a PEC terá problema na Câmara. Eu não acredito”, disse no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede do governo de transição em Brasília.

Lula prometeu que fará “quantas conversas forem necessárias” para que a PEC seja aprovada na Câmara da mesma forma que passou pelo Senado. “Espero que pessoas compreendam que não é PEC para Lula, mas para reparar orçamento (do atual presidente Jair) Bolsonaro e garantir mínimo”, disse.

“Se for preciso conversar dez vezes com Lira e Pacheco, conversarei”, reforçou, referindo-se aos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

O presidente eleito, que mais cedo anunciou o nome de cinco ministros, comentou que, quando tomarem posse, todos vão pedir dinheiro. “Façam a economia crescer que vai ter mais emprego e mais salário para todo mundo”, observou.

Assista o anúncio do presidente eleito na íntegra:

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.