Notícias

Conheça os principais pontos do plano estratégico da Petrobras para 2023-2027

B3 Bora Investir mostra os principais pontos do plano que tem no setor de Exploração e Produção e na busca por novas fronteiras como foco da companhia

Faxada com a logo da petrobras
A companhia vai investir ainda outros US$ 20 bilhões em afretamentos (contratos) de novas plataformas. Fernando Frazão/Agência Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

A Petrobras lançou nesta semana o seu plano estratégico para o período de 2023 e 2027. A estatal projeta investimentos de US$ 78 bilhões, um avanço de 15% em relação ao plano anterior (2022-2026) que era de US$ 68 bilhões. O valor também supera a média de US$ 72 bilhões dos últimos seis planos, além de retomar os investimentos ao patamar pré-pandemia. A companhia vai investir ainda outros US$ 20 bilhões em afretamentos (contratos) de novas plataformas.

O planejamento estratégico de uma empresa é uma ferramenta de gestão que direciona o caminho da companhia para atingir os seus objetivos de negócio.

O caminho da Petrobras nos próximos cinco anos tem como prioridade a exploração e produção de petróleo no pré-sal. No entanto, a busca de novas fronteiras e descobertas será concentrada na Margem Equatorial. A região é um ponto ambiental sensível – entre o Rio Grande do Norte ao Oiapoque (AP) – tanto que as licenças ambientais ainda não foram aprovadas.

+ Como funcionam as estatais – e como elas se saíram na bolsa até agora

O diretor executivo financeiro e de relacionamento com investidores da Petrobras, Rodrigo Araujo, afirmou que a continuidade é o grande recado do plano estratégico. Disse ainda que se a empresa tem lucro, ele pode ser dividido com os investidores.

“A geração de valor e a distribuição de valor gerado seguem sendo pilares importantes. Do que entendemos como melhores caminhos de diversificação rentável”, disse o executivo durante Petrobras Day nesta quinta-feira, 01/12.

A divulgação do plano estratégico nesta quarta-feira, 30/11, aconteceu no mesmo dia em que a Petrobras deixou de ser a companhia mais valiosa da Bolsa do Brasil (B3). Segundo levantamento do TradeMap, a estatal foi ultrapassada pela Vale em valor de mercado. Enquanto a petroleira atingiu R$ 376 bilhões, a mineradora tem R$ 389 bilhões.

Exploração e Produção

O setor de Exploração e Produção (E&P) segue no foco da Petrobras e terá investimentos na ordem de US$ 64 bilhões nos próximos 5 anos. O valor corresponde a 83% do investimento total previsto e é seguido pela área de Refino, Gás e Energia (12% ou US$ 9,2 bilhões); Corporativo (3%) e Comercialização e Logística (2%).

+ Saiba quais foram as empresas mais lucrativas até setembro de 2022

O maior destino dos recursos da área de E&P, 67%, será para o pré-sal. A companhia afirma, no entanto, que esse projeto só será viável com o barril do tipo Brent – referência internacional – cotado a US$ 35. Nesta quinta-feira, os contratos para fevereiro de 2023 estão próximos a US$ 89.

Para atingir os objetivos com o pré-sal, a Petrobras ressaltou o compromisso com a emissão máxima de até 15 KgCO2 equivalente por barril de óleo equivalente até 2030. Para isso, pretende utilizar novas tecnologias como a redução do tempo de construção dos poços e maior eficiência no consumo de diesel.

A exploração de petróleo e gás vai receber US$ 6 bilhões nos próximos cinco anos, sendo a metade disso, US$ 3 bilhões para a Margem Equatorial do litoral brasileiro. O local é considerado pela companhia a nova fronteira de exploração. No entanto, a empresa ainda aguarda licenciamento ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Refino e Gás

A área de Refino e Gás Natural vai investir quase a metade do previsto na expansão e aumento da eficiência. O plano prevê também investimentos em oito novas unidades de processamento e seis obras de adequações de grande porte – o que deve elevar a capacidade de processamento em 154 mil barris por dia (bpd) e a produção de Diesel S-10 em mais de 300 mil bpd.

As iniciativas de baixo carbono devem receber US$ 4,4 bilhões.

Desinvestimentos

A Petrobras prevê que os desinvestimentos devem ficar entre US$ 10 bilhões e US$ 20 bilhões em cinco anos.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias