Notícias

Vai comprar na Black Friday? Procon faz lista de sites que devem ser evitados

Catálogo tem 78 sites com empresas de comércio e serviços que não respondem as reclamações feitas ao Procon. Passou por perrengue? Saiba como fazer sua queixa

Homem passando em frente a vitrine
Regras básicas de planejamento financeiro ajudam nas compras de fim de ano. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

Em menos de 24 horas, milhares de brasileiros vão entrar no mundo maravilhoso dos descontos com a Black Friday. Diversos sites e lojas físicas vão ofertar produtos e serviços com descontos que podem ultrapassar os 70%.

Para evitar que a ansiedade do tique taque do relógio para começar as compras vire um perrengue, é preciso seguir dicas importantes.

A primeira delas, com certeza, é evitar comprar em sites desconhecidos. Para ajudar, o Procon-SP publicou uma lista com 78 endereços eletrônicos que devem ser evitados pelos brasileiros na Black Friday.

Nesse catálogo, entram companhias que não responderam às queixas dos consumidores mesmo após serem notificadas pelo órgão de defesa. Segundo o Procon, essa lista quase dobrou em relação ao ano passado.

No site do Procon, é possível ver todos os nomes, endereços dos sites e CNPJs. A lista está em constante atualização pelo órgão de defesa do consumidor. Você pode acessar clicando aqui!

Para evitar prejuízos, também é preciso proteger os dados pessoais e pesquisar bastante sobre as lojas. O B3 Bora Investir fez uma matéria especial sobre como garantir a segurança nas compras online.

Como fazer sua reclamação no Procon?

Os consumidores que encontrarem algum problema na entrega do produto, atrasos ou mercadorias com defeito podem fazer uma reclamação direto no site do Serviço de Proteção ao Consumidor do seu Estado. Em São Paulo, basta acessar o site do Procon-SP.

Também é possível reclamar no site do Consumidor.gov.br, mantido pelo governo federal. Para registrar e acompanhar as reclamações, é necessário ter uma conta nível prata ou ouro.

Faça lista e veja o prazo

A especialista em defesa do consumidor do Procon-SP Ligiane Serrano ensina que o consumidor precisa fazer uma lista dos produtos e serviços que precisa ou deseja comprar. “Estipule um limite de gastos para não comprometer o seu orçamento”.

Em relação à entrega, é importante ficar de olho no prazo para saber se a empresa terá como cumprir o prometido, já que “nessa época aumenta a demanda e a quantidade de entregas que serão feitas”.

De olho nas condições de pagamento

O Procon-SP também alerta que o consumidor precisa analisar as condições de pagamento, os prazos de parcelamento e as taxas de juros.

É preciso ficar atento também aos preços baixos demais, que podem ser uma armadilha. Outra dica é escolher comprar nas lojas que tenham muitos canais de atendimento para reclamações, CNPJ e endereço físico.

Segure o dedo

A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor também alerta que o consumidor não deve clicar em links enviados por e-mail, WhatsApp ou mensagens, sem antes checar no canal oficial se aquela forma de contato está correta.

Também é preciso observar os dados da empresa nos boletos e a titularidade de contas para depósito, para identificar possíveis fraudes.

Quer saber mais sobre finanças? Confira esse curso gratuito de como encontrar o equilíbrio financeiro!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias