Investir melhor

Investimentos e consistência: a combinação que pode te trazer bons rendimentos

Ter consistência ao investir faz bem ao investidor, o protege de vieses psicológicos e tem potencial de trazer bons rendimentos

Investimentos e consistência. Foto: Adobe Stock
De forma prática, ser consistente nos investimentos é fazer aportes de forma periódica. Foto: Adobe Stock

Por João Paulo dos Santos

No universo dos investimentos não há mágica ou segredos, mas existem técnicas e conceitos que podem te deixar mais perto de realizar seus objetivos. Uma muito importante é a consistência.

A consistência nos investimentos nada mais é que o ato de investir de forma sistemática e frequente. Ou seja, realizar aportes periódicos de acordo com a estratégia.

“Da mesma forma que ir à academia frequentemente permite ver mais resultados no treino, a consistência também tem uma importância muito grande na jornada como investidor”, diz Antonio Sanches, analista da Rico.

A importância de investir com consistência

Segundo o analista da Rico, a consistência é muito importante do ponto de vista psicológico. “Quando se cria o hábito de investir frequentemente, muitas vezes você consegue se proteger de vieses comportamentais que podem impedir você de investir. E com certeza é muito mais importante investir do que não investir”.

O primeiro viés psicológico citado por Sanches é o receio que o investidor tem de realizar aportes por achar que não existem oportunidades de mercado quando a economia não está muito bem.

“Na verdade, quando a gente estuda e entende o mercado de investimentos, compreende que sempre existem oportunidades para investir. Também passamos a entender que o investimento pode ser uma proteção para o patrimônio, independente do cenário vivenciado” , destaca ele.

O segundo viés é deixar o investimento em segundo plano e correr o risco de gastar o dinheiro que poderia estar sendo investido com outras coisas, já que não existe o hábito de poupar. 

+ Conhecer as próprias emoções nos permite investir melhor, diz Vera Rita Ferreira

Dicas para manter a consistência

O analista ainda deixa duas dicas de como manter a consistência ao investir e não dar brecha para o desânimo e a rotina corrida atrapalhar os objetivos. São eles:

  • Realizar os aportes assim que receber o salário e pagar as contas;
  • Automatizar os investimentos para que o banco já transfira uma quantia específica para a corretora e a instituição financeira aplique no investimento pré-definido;

Consistência é mais importante que quantia investida?

Uma dúvida que pode surgir é se a consistência compensa a falta de poder aportar grandes quantias de uma só vez.

Para exemplificar, Sanches simulou algumas situações. Em uma hipótese onde dois investidores investem a uma taxa de 0,5% ao mês, o investidor A investiu R$ 100 por um período de 360 meses, ou seja 30 anos, teria um valor acumulado de pouco mais de R$ 100 mil.

Já o investidor B que, ao invés de investir todos os meses, investiu R$ 2.400 a cada dois anos, ou seja, exatamente a mesma quantia, mas com uma recorrência menor, terminou o período de 30 anos com menos de R$ 95 mil.

Ou seja, a consistência traz mais resultados ao investidor e é importante para atingir objetivos, sejam eles de renda extra, reservas financeiras, etc.

Quer saber mais sobre como começar a investir? Acesse o Hub de Educação da B3 e confira este curso gratuito!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias