Investir melhor

Políticas de investimento: o que são e o que representam

Diferente do perfil de investidor, as políticas de investimento também estão ligadas ao conceito de suitability

Analista financeiro trabalhando em seu computador analisando gráficos. Foto: Adobe Stock
Para ter acesso às opções de investimento, os investidores precisam contar com uma corretora de valores. Foto: Adobe Stock

Por João Paulo dos Santos

Quem está começando a investir deve descobrir qual é o seu perfil de investidor para saber o melhor caminho a seguir na escolha dos investimentos.

Porém, além dele, também há outros conceitos que podem nortear os passos a seguir nesse novo universo. São as políticas de investimento! Entenda abaixo como elas funcionam!

Diferença entre perfil do investidor e políticas de investimento

Além de se organizar financeiramente para dar os primeiros passos para investir e antes de tomar qualquer decisão, é importante fazer uma análise minuciosa sobre quais as suas expectativas com relação aos investimentos.

Essa análise, que é uma etapa básica, pode ser feita por meio dos testes de perfil de investidor, também conhecidos como “suitability”, termo em inglês que pode ser traduzido como “adequação”.

As corretoras de valores e outras instituições financeiras oferecem esse teste a seus clientes logo no momento de abertura de uma conta, a fim de entender quais os objetivos e a tolerância a riscos de cada pessoa.

+ Anbima alterou os perfis de investidores; veja o que muda

O resultado do teste aponta qual é o perfil do investidor e serve para guiar tanto o cliente quanto os especialistas na hora de escolher as opções dentro do mercado financeiro mais adequadas. Os perfis se dividem entre: Conservador, Moderado ou Arrojado.

Já as políticas auxiliam a lidar com o perfil de forma mais específica. Elas dão uma direção às estratégias nas escolha dos investimentos. Diferente do perfil, as políticas de investimentos podem ser parcialmente escolhidas pelo investidor, ou seja, você poderá escolher qualquer política pertencente ao seu perfil ou de um perfil mais conservador.

Por exemplo: caso seu perfil seja “moderado”, você pode escolher as políticas relacionadas a esse perfil, ou do conservador. Já as políticas do perfil arrojado não poderão ser escolhidas, nesse caso.

Quais são as políticas de investimento?

As políticas de investimentos estão dentro dos perfis do investidor e podem ser: Precavida, Cautelosa,  Estrategista, Energética, Destemida e Ultra.

1. Precavida (perfil conservador)

A política precavida é para o investidor que decidiu conhecer o mundo dos investimentos. Então, faz sentido que os primeiros passos sejam mais cuidadosos para trazer conforto e segurança na sua jornada. Ela é recomendada para investidores que desejam resgatar suas aplicações antes de um ano. 

2. Cautelosa (perfil moderado)

Já a política precavida é para quem já conhece o mercado financeiro, mas não está em busca de grandes emoções. Seu objetivo é dar mais rentabilidade às suas conquistas do que o que encontraria em instituições financeiras tradicionais. Ela é recomendada para investidores que desejam resgatar suas aplicações em 1 ou 2 anos.

3. Estrategista (perfil moderado)

Ainda dentro do perfil moderado, a política estrategista é para o investidor que sabe que boas oportunidades podem vir de qualquer lugar e elas trazem seus riscos, proporcionais aos retornos.

Além disso, ela é indicada para quem prefere diversificar a longo prazo no lugar de mergulhar de cabeça em um investimento. A política estrategista é recomendada para investidores que desejam resgatar suas aplicações em 4 anos. 

4. Energética (perfil arrojado)

Dentro das políticas do perfil arrojado, a política energética é para quem investe com energia, aceitando as incertezas e a adrenalina do mercado, desde que valha o retorno a longo prazo. 

Investindo na economia global para participar do crescimento de grandes empresas do mercado. A política energética é recomendada para investidores que desejam resgatar suas aplicações em 6 anos.

5. Destemida (perfil arrojado)

A política destemida é para o investidor que sabe o que busca e não tem medo de correr atrás disso. Ter as melhores empresas, comandada pelos melhores executivos, é o objetivo da carteira. 

Ela é recomendada para investidores que desejam resgatar suas aplicações em 8 anos ou mais.

6. Ultra (perfil arrojado)

Na política ultra, a negociação constante de ativos é parte integral da rotina e geração de patrimônio. Busca-se aplicar os conhecimentos técnicos para auferir ganhos no mercado, aceitando as oscilações do mercado e aprimorando seus métodos.

O perfil e as políticas são fixos?

É importante ressaltar que seu perfil de investidor ou políticas de investimento podem mudar conforme suas prioridades e o seu momento de vida. Por isso, é sempre bom atualizá-los no banco ou na corretora onde os investimentos são feitos.

As corretoras costumam guardar o histórico de testes, ajudando você a subir ou descer nas categorias sempre que achar necessário e se aquilo for condizente com os resultados já obtidos.

Quer saber mais sobre como começar a investir? Confira o curso gratuito do Hub de Educação da B3

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias