Investir melhor

Tenho menos de 18 anos: como posso começar a investir?

É possível começar a investir desde cedo e potencializar benefícios

Começar a investir. Foto: Adobe Stock
Não há idade mínima para começar a investir tanto no Tesouro Direto como na bolsa de valores. Foto: Adobe Stock

Por João Paulo dos Santos

É um consenso entre especialistas de finanças que o quanto antes você começar a investir, melhor. Se você tem menos de 18 anos ou quer começar a investir para o seu filho menor de idade, há maneiras de fazer isso.

Não há idade mínima para se começar a investir tanto no Tesouro Direto como na bolsa de valores, que permitem a criação de contas para menores de idade. As exceções são aplicações em minicontratos, opções, swap e mercado futuro em geral, nas quais é necessário ter mais de 18 anos para aplicar.

Contudo, uma conta de menor de idade sempre será vinculada a um responsável legal. “Pode-se começar a investir com qualquer idade, desde que se tenha CPF. Mas todo processo de abertura da conta até as decisões de investimentos serão de responsabilidade do titular da conta”, afirma Jefferson Souza, analista de investimentos da Semeare.

Cada corretora tem sua particularidade para abertura destas contas, seja online ou via formulário. Milton Rabelo, analista da VG Research, lembra que, por questões regulatórias, serão necessários documentos dos responsáveis legais do menor. Além disso, para menores emancipados, normalmente as corretoras solicitam o envio do documento comprobatório da emancipação.

Como começar a investir tendo menos de 18 anos?

Veja o passo a passo para que menores de 18 anos consigam investir, segundo Gabriel Sena, especialista de investimentos da Top Gain: 

  1. Obter o consentimento dos pais ou responsáveis para investir;
  2. Os responsáveis devem abrir conta para o menor de idade em uma corretora. Será necessário mostra o RG ou CPF do menor de idade e dos responsáveis, e ter conta em banco;
  3. Enviar o dinheiro do banco para a corretora;
  4. Escolher o investimento e começar a investir

O analista da Semeare ressalta que antes de investir é importante ter educação financeira desde cedo dentro de casa. “Como o assunto não é disciplina obrigatória nas escolas, isso acaba sendo o papel dos responsáveis pelo menor. Os pais devem buscar orientar sobre como calcular rentabilidade, objetivo dos investimentos e riscos”.

Mesmo com educação financeira, é indicado o acompanhamento de um profissional especializado para indicar o melhor momento de investir em cada classe de ativos.

Dicas, vantagens e cuidados na hora de começar a investir

A principal dica a ser dada para investidores menores de idade é estudar sobre o mercado financeiro, segundo Rabelo. “É importante que o investidor tenha um bom conhecimento dos produtos nos quais tenha interesse em investir e saiba dosar corretamente os riscos envolvidos nessas aplicações”. 

+ Alfabetização Financeira: ensine seus filhos a cuidar do dinheiro

Já para o especialista da Top Gain a principal dica é começar a investir o quanto antes e começar desde pequeno a aprender o que são, como funcionam e quais são os riscos dos investimentos. 

“Começar a investir cedo pode gerar muitos benefícios, como criar hábitos financeiros saudáveis e ter mais dinheiro no longo prazo”, diz Sena.

Veja os principais benefícios e cuidados a serem tomados pelos jovens investidores:

Benefícios de investir cedo

  • O tempo está ao seu favor, os investimentos rendem juros compostos e quanto mais tempo, maior é a bola de neve que você pode criar.
  • Construir patrimônio
  • Aprender com suas próprias experiências.

Principais cuidados

  • Não concentrar tudo em um só ativo: a diversificação dos investimentos é sua maior aliada.
  • Continuar estudando sobre investimentos: existem diversos tipos de ativos e cada vez vão surgindo mais oportunidades.

O analista da VG Research ainda destaca a necessidade de ter um pensamento realista. “É de suma importância que o investidor iniciante seja cético em relação a promessas de rentabilidade fácil e rápida e não tome riscos desproporcionais na gestão do seu portfólio”.

Quer aprender mais sobre finanças e como aplicar isso na vida dos seus filhos? O Hub da B3 separou diversos conteúdos sobre finanças e filhos que pode te ajudar a dar os primeiros passos rumo a uma organização financeira que realmente dá certo.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias