Warning: unlink(/tmp/wordpress-seo.21.9.zip): No such file or directory in /var/www/html/wp-admin/includes/class-wp-upgrader.php on line 386

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /var/www/html/wp-admin/includes/class-wp-upgrader.php:386) in /var/www/html/wp-content/plugins/wp-super-cache/wp-cache-phase2.php on line 1544
O que é estagflação e por que ela acontece? | Bora Investir
Objetivos financeiros

O que é estagflação e por que ela acontece?

Economia do país enfraquecida, inflação e desemprego nas alturas são alguns dos alertas da estagflação

Mãos de pessoa em feira contando as notas de dinheiro.
O termo surgiu pela primeira vez em 1965, quando Ian Macleod, um político do Reino Unido, usou “estagflação” para descrever a situação do país.

Em tempos de alta na inflação, alguns termos costumam surgir acompanhando os temores das altas de preço. Um destes termos que muito preocupa economistas e investidores é a “estagflação”.

A estagflação é a combinação de estagnação econômica, representada pela retração (ou estabilidade) do PIB e o aumento do desemprego, somados a uma inflação alta, que no Brasil acompanhamos pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), nossa principal referência na aceleração dos preços.

O termo surgiu pela primeira vez em 1965, quando Ian Macleod, um político do Reino Unido, usou “estagflação” para descrever a situação do país.

Porém, a palavra só ficou mundialmente conhecida quando, em 1973, foi usada para designar o período vivido pelos Estados Unidos na “Crise do Petróleo” – causada pela pausa dos países árabes no fornecimento da commodity ao país em retaliação ao apoio militar concedido a Israel.

Essa medida causou um efeito cascata que acabou resultando no enfraquecimento da economia. A sequência dos acontecimentos foi assim: menor oferta de petróleo → encarecimento do barril → combustível caro e escasso → transporte caro → produtos mais caros e escassos → escassez (e alto custo) de produtos para fazer outros produtos → economia enfraquecida.

Por que a estagflação acontece?

O principal risco surge a partir do enfraquecimento da economia, que costuma gerar uma paralisação de contratações, ou se a economia do país já está em queda, um aumento nas demissões. Isso, somado a um ambiente de inflação alta, pode gerar uma cascata de efeitos negativos perigosa no longo prazo.

Não há consenso entre economistas sobre como evitar ou sair de uma estagflação, pois há vários problemas que precisam ser tratados de forma simultânea e com “remédios” opostos. Para aquecer a economia e aumentar o emprego, seria indicado reduzir os juros. Mas, para conter a inflação, os juros básicos da economia deveriam subir. Isso gera debate entre qual problema atacar primeiro e de que forma.

Como a estagflação afeta os investimentos?

Como todo cenário macroeconômico, a estagflação também afeta o humor dos investidores. Como ela costuma afetar toda cadeia de produção de um país, com grande impacto nas empresas com redução de demanda e aumento de custos. Os impactos são mais fortemente sentidos nos ativos de renda variável.

Em momentos como esse, o investidor costuma sua voltar atenção para a renda fixa, principalmente aos títulos indexados à inflação, e deve se apoiar na diversificação da carteira de investimentos para mitigar riscos e perdas.

Você já conhece a importância da diversificação de investimentos para proteger seu capital? Acesse o conteúdo exclusivo no Hub de Educação da B3. Faça o seu cadastro para conferir o conteúdo e ter acesso a mais conteúdos sobre o mercado financeiro!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.