Notícias

Banco do Brasil e Caixa reduzem juros, logo após queda da Selic

Até o final desta semana os dois bancos devem reduzir as taxas cobradas em algumas de suas linhas de crédito

Cédulas de cinquenta reais
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

Logo após o anúncio da queda da taxa Selic pelo Comitê de Política Monetária (Copom) , o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal anunciaram a redução nas suas taxas de juros.

No Banco do Brasil a redução pode chegar até 10 bps ao mês, conforme as características da linha e estará disponível para os clientes a partir desta sexta-feira, dia 4.

Na pessoa física, os juros caem nas linhas de crédito consignado, automático, salário, benefício, renovação e 13º Salário. Na modalidade de empréstimo consignado INSS a queda será de 1,81% ao mês para 1,77% ao mês, na faixa mínima, e de 1,95% ao mês para 1,89% ao mês no patamar máximo.

Na pessoa jurídica/MPE, haverá reduções no desconto de títulos, capital de giro, conta garantida e em outros produtos com variações de acordo com o relacionamento do banco com os clientes.

Já na Caixa a redução nas taxas de juros começa a ser praticada a partir desta quinta-feira ( dia 03) para o crédito consignado para beneficiários e pensionistas do INSS, que passa de 1,74% para a partir de 1,70% ao mês.

+ Selic a 13,25%: quanto rende R$ 1.000 no Tesouro Direto com essa taxa de juros?

Otimismo dos bancos

A redução é resultado direto do reajuste da taxa Selic, recebida com otimismo pelos bancos. A presidenta do Banco do Brasil, Tarciana Medeiros, ressalta que a trajetória de queda da Selic quebra o ciclo de alta da taxa básica de juros no país, iniciado em março de 2021, e promove movimentos ainda mais consistentes para a retomada do crescimento.

“A queda da taxa de juros no país está apoiada em condições positivas, construídas ao longo de todo o primeiro semestre deste ano. Elas possibilitam crédito mais barato para as famílias e para as empresas – especialmente as MPE – o que nos permite vislumbrar perspectivas de ainda maior dinamismo da economia, com mais crescimento e geração de emprego”, considera.

“Nossa redução observa boas práticas bancárias. O cenário macroeconômico favorável se soma ainda ao nosso monitoramento permanente das taxas de produtos de crédito, com o propósito de estabelecer sempre as condições mais adequadas para nossos clientes”, destaca.

Para presidenta da Caixa, Rita Serrano, a redução nas taxas de juros do consignado é o início de um processo para oferecer preços mais justos na concessão do crédito, promovendo a democratização do acesso aos recursos
bancários. “A medida contribui com a organização das finanças dos clientes, em conjunto com as atuais ações vigentes do banco de negociação de dívidas, e para o crescimento da economia do país. Vamos proporcionar aos nossos clientes taxas justas e adequadas à realidade do país, de desenvolvimento e crescimento”, afirma.

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.