Investir melhor

Quanto rende R$ 1.000 no Tesouro Direto com a Selic a 13,25%?

Confira dois tipos de aplicações em títulos públicos simuladas pelo Bora Investir

4 cofres de porquinhos em ordem decrescente
Porquinhos: poupança perde para outras aplicações em todos os prazos, pois rende atualmente 70% da Selic

Por Marília Almeida

A quinta reunião do Copom de 2023 confirmou as expectativas de parte do mercado ao cortar a taxa básica de juros em 0,50 ponto porcentual, para 13,25% ao ano. Os juros básicos servem como referência para aplicações de renda fixa do país.

A decisão foi tomada após o bom desempenho do PIB do agronegócio, desinflação e avanços da reforma tributária e fiscal no Congresso.

A Selic havia atingido o patamar anterior, de 13,75% ao ano, em agosto de 2022, e foi mantida desde então.

A queda dos juros impacta instantaneamente a rentabilidade de títulos pós-fixados, que acompanham a Selic. É o caso de CDBs e do Tesouro Selic.

Contudo, como a taxa básica de juros ainda em um patamar alto, os títulos continuam a ser indicados para quem deseja investimento mais seguros e rentáveis, especialmente se o objetivo for montar a reserva de emergência.

Quanto rende o Tesouro Selic?

A rentabilidade anual do Tesouro Selic é a taxa básica de juros acrescida de uma pequena parcela prefixada. Atualmente, há dois títulos desse tipo disponíveis para aplicação: Tesouro Selic 2026 e Tesouro Selic 2029.

Para ilustrar a rentabilidade do Tesouro Selic, o Bora Investir simulou uma aplicação de R$ 1.000 nesses títulos. É possível investir no Tesouro Selic 2026 a partir de R$ 134,84 e no Tesouro Selic 2029 R$ 135,81.

Simulação de aplicação de R$ 1.000 no Tesouro Selic 2026

Segundo o simulador do Tesouro Direto, aplicar R$ 1.000 hoje no Tesouro Selic 2026 renderia o valor bruto, sem considerar o Imposto de Renda, de R$ 1.267,33 na data de vencimento, 1º de março de 2026. O valor líquido, após a cobrança do IR, é estimado em R$ 1.227.23.

Simulação de aplicação de R$ 1.000 no Tesouro Selic 2029

Já R$ 1.000 investidos hoje no Tesouro Selic 2029 renderia o valor bruto de R$1.631,92 e líquido de R$1.537,14 na data de vencimento, 1º de março de 2029. O retorno também é superior ao de outras aplicações de renda fixa, como letras, CDB que pagam 100% do CDI e poupança.

Rentabilidade x risco

Para quem não está familiarizado com o mundo dos investimentos, o retorno do Tesouro Selic pode parecer modesto. Entretanto, os juros estão diretamente relacionados ao tempo do investimento. Logo, quanto mais tempo o investidor deixar seu dinheiro render com juros, mais retorno terá.

+ O que são juros? Entenda como funcionam, seus tipos e modalidades

Aliás, especialistas afirmam que um dos erros mais frequentes em relação a aplicações financeiras é acreditar que é possível enriquecer depressa. Esta falsa ideia pode induzir pessoas a caírem em golpes financeiros e esquemas de pirâmide.

Juros e renda variável

Os juros ainda altos continuam a favorecer os investimentos em renda fixa. Mas o início de um ciclo de queda da Selic, maior que o esperado por uma parcela relevante do mercado, permite que os investidores possam rebalancear a carteira de investimentos e aumentar a porção de investimentos em renda variável.

Veja o que considerar ao aplicar dinheiro agora em títulos do Tesouro, CDBs, LCIs e LCAs; debêntures, CRIs e CRAs; e ações: saiba tudo sobre o assunto clicando aqui.

Você pode aprender mais sobre investimentos na Masterclass “Renda Fixa além do tradicional” — há outros cursos gratuitos sobre finanças no HUB de Educação Financeira da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias