Notícias

BID: como surgiu e o que faz o Banco Interamericano de Desenvolvimento

Criado por meio de iniciativa de Juscelino Kubitschek, BID já investiu bilhões de dólares na América Latina

Sede do BID
Sedo do BID em Washington. Foto: Divulgação BID

A eleição de Ilan Goldfajn para a presidência do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) chamou a atenção do Brasil. Isso porque o economista é o primeiro brasileiro a ocupar o cargo na instituição. Com tal notícia, também cresceu o interesse sobre a história e atuação do BID.

+ Quem é Ilan Goldfajn, o primeiro economista brasileiro no comando do BID

Confira a seguir um breve histórico sobre as circunstâncias que impulsionaram a criação do BID e seu papel nos dias de hoje.

União de países americanos

A ideia de uma união internacional de países americanos surgiu pela primeira vez no século dezenove, época em que vários países do continente haviam conquistado a independência. No Congresso do Panamá de 1826, o revolucionário Simón Bolívar chegou a sugerir a criação de uma liga de repúblicas americanas, que teriam exército e parlamento em comum.

Os planos de Bolívar nunca foram concretizados, mas a ideia de um pacto solidário entre ex-colônias continuou vivo. Conferências de países americanos continuaram a ser organizadas.

+ 7 curiosidades sobre a história do dinheiro no mundo

A liderança norte-americana marcou a Nona Conferência Internacional de Estados Americanos, realizada em Bogotá no ano de 1948. Foi quando nasceu a Organização dos Estados Americanos (OEA), órgão que existe até hoje e se concentra na fiscalização de eleições dos países membros.

A criação do BID se deu ao final desse trajetória de mais de um século, quando, em 1959, a OEA redigiu o acordo de fundação do BID, seguindo uma proposta do então presidente brasileiro Juscelino Kubitschek.

Em homenagem ao fundador brasileiro, um busto de bronze de Kubitschek está disposto permanentemente na sede do BID em Washington, nos Estados Unidos, desde 2006.

Qual a função do BID?

Ao longo de mais de sessenta anos de atuação, o BID se firmou como uma das principais fontes de financiamento de longo prazo para o desenvolvimento econômico, social e institucional da América Latina e Caribe.

No Brasil, algumas das obras recentes que contaram com financiamento do BID foram a construção do Residencial Helso do Carmo Ribeiro, projeto de habitação popular em Manaus (AM), e as obras do Parque Esportivo Aeroporto, em Catanduva (SP).

O BID também conta ramos de atuação especializada. O BID Invest tem seu foco no financiamento de empresas e projetos sustentáveis, configurando-se numa parceria entre o BID e investidores de países latino-americanos e do Caribe. Estima-se que a carteira do BID Invest totalize US$ 15,3 bilhões em ativos sob gestão de 375 clientes em 25 países.

+ ESG: o que é e como muda o mundo dos negócios

Já o BID Lab financia projetos inovadores voltados para a melhoria da qualidade de vida em países latino-americanos e caribenhos. Desde 1993, o BID Lab aprovou mais de US$ 2 bilhões em projetos implantados em 26 países da região.

Para mais entender mais sobre o mercado, confira os conteúdos gratuitos do HUB de Educação Financeira da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias