Notícias

Mercado financeiro hoje: à espera de novos dados e atualizações sobre conflito em Gaza, cautela predomina

Investidores aguardam balanços, dados da economia norte-americana e novidades sobre o conflito entre Israel e Hamas

Foto: Pixabay
O Ibovespa é o principal índice de ações da B3, a Bolsa de Valores do Brasil. Foto: Pixabay

Por Redação B3 Bora Investir

As atenções nos mercados ficam hoje em dados de vendas no varejo e de produção industrial nos Estados Unidos em setembro, bem como em comentários de três dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) que votam nas reuniões de política monetária neste ano.

+ Petróleo mais caro por causa da guerra entre Israel e Hamas pode reduzir PIB mundial

Os mercados locais vão monitorar também o IGP-10 de outubro, índice que mede a inflação no atacado e no varejo, e o volume de serviços em agosto no País. No início da tarde, o diretor de Política Monetária do BC, Gabriel Galípolo, participa de evento da Moody´s. Após o fechamento da B3, a Vale divulga seu relatório de produção.

Guerra, juros nos EUA e PIB da China

Os investidores operam com cautela moderada, com petróleo em ligeira alta, bolsas sem direção única e ganho persistente dos rendimentos de Treasuries e do dólar. Os investidores ajustam posições após um dia de apetite por risco em Nova York ontem, já que a invasão por terra de forças israelenses em Gaza não se concretizou até o momento. Amanhã (18/10), o presidente dos EUA, Joe Biden, visitará Israel e Jordânia, numa tentativa de evitar uma escalada do conflito na região.

No radar ficam ainda os balanços de bancos e indicadores americanos, e os sinais de política monetária pelos dirigentes do Fed. Os juros dos Treasuries subiram ontem, mas a taxa longa teve ganho maior. Segundo analistas, isso acontece porque “a incerteza persiste, devido a receios de inflação mais rígida nos EUA e ao aumento dos níveis de dívida do país”, o que sustenta o discurso de uma possível nova alta na taxa de juros do EUA neste ano, embora a chance majoritária seja de manutenção por longo período.

Expectativas sobre o Produto Interno Bruto (PIB) da China no terceiro trimestre, e de dados mensais de varejo e indústria podem influenciar os preços de commodities, adicionando volatilidade aos negócios. Em 2023, a meta de crescimento da segunda maior economia do mundo é de cerca de 5%.

+ China: exportadoras brasileiras não vão nadar de braçada como no passado

No Brasil, atenção ao petróleo e minério

Os juros futuros e o dólar podem ter oscilações estreitas nesta manhã em meio à subida moderada dos retornos dos Treasuries e da moeda americana. O petróleo ensaia uma recuperação, depois de recuar mais de 1% ontem, e o minério de ferro volta a subir cerca de 2% em Dalian, na China, o que pode ajudar o Ibovespa e as ações da Vale e Petrobras. Um avanço esperado no volume de serviços prestado em agosto no País também poderá repercutir na bolsa. Por volta das 7h15, o EWZ, principal fundo de índice do Brasil em Nova York, tinha alta de 0,26%.

O investidor acompanhará também o andamento do projeto de lei sobre a taxação de fundos de alta renda (exclusivos e offshore) na Câmara. O relator do PL, deputado Pedro Paulo (PSD-RJ), deve se reunir hoje com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, antes de encontro com líderes, para discutir a proposta – um dos pilares do pacote de medidas arrecadatórias da equipe econômica.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reforçou ontem que a pauta econômica é a prioridade do governo no Congresso. O ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que o governo espera a apresentação do texto da reforma tributária pelo relator para que possam discutir pontos importantes do projeto, como o tamanho do Fundo de Desenvolvimento Regional (FDR).

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre investimentos? Faça os cursos gratuitos no Hub de Educação Financeira da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.