Mercado

Bolsa fecha em alta com dia positivo para ações locais, mas China preocupa

Bolsa do Brasil (B3) fechou em alta de 0,81% aos 109.748 pontos. O dólar comercial caiu 1,18%, a R$ 5,31

Painel da B3 mostra cotações das ações e gráfico da tendência do dia. Foto: Divulgação
O Ibovespa B3 reflete o desempenho das principais ações do mercado de capitais brasileiro. Foto: Divulgação

A semana começou com a Bolsa do Brasil (B3) no positivo diante da análise dos investidores de um possível enxugamento da PEC da Transição. Desde o fim de semana, dois senadores apresentaram novas propostas que reduzem os gastos fora do teto. A melhora só não foi mais firme por conta das ações ligadas às commodities, pressionadas para baixo, diante de notícias do aumento nos casos de covid-19 vindos da China.

O Ibovespa fechou em alta de 0,81%, aos 109.748 pontos. O maior avanço ficou com os papéis da Copel (CPLE6) que subiram 22,49%. O bom desempenho foi puxado após o governo do Paraná afirmar que tem a intenção de transformar a empresa em uma companhia de capital disperso e sem acionista controlador. A alta impulsionou seus pares estatuais: Cemig ON (CMIG4) avançou 7,45% e Sabesp ON (SBSP3) ganhou 7,59%. Na outra ponta, as ações ordinárias da Vale (VALE3) tombaram 0,84%; Petrobras ON (PETR3) caiu 0,53%.

No câmbio, o dólar comercial fechou em queda de 1,18%, negociado a R$ 5,31. A moeda americana chegou a atingir a mínima de R$ 5,29. O movimento destoou do exterior onde o dólar subiu 0,83% no índice DXY, que mede a moeda americana ante uma cesta de divisas fortes.

PECs alternativas

O governo eleito entregou na semana passada ao Congresso a proposta de emenda à Constituição (PEC) da Transição que tira R$ 198 bilhões do teto de gastos para permitir a continuidade do Bolsa Família, hoje Auxílio Brasil, em R$ 600 e o Benefício da Primeira Infância adicional de R$ 150 por criança às famílias.

Hoje, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse que vai protocolar uma PEC que sugere um caminho alternativo para o reajuste do Bolsa Família. Pela proposta, a regra do teto de gastos seria alterada adicionando R$ 80 bilhões ao limite orçamentário previsto para o ano que vem. Esse montante passa a compor a base de cálculo do limite dos anos posteriores. A ideia ainda não tem as assinaturas necessárias para tramitar no Senado.

No sábado, 19/11, o senador Alessandro Vieira (PSDB-SE) protocolou outra proposta alternativa para reduzir de R$ 198 bilhões para R$ 70 bilhões o limite para gastar além do teto. A PEC prevê também que a permissão para gastos acima do teto seria válida apenas pelos quatro anos de governo.

Covid na China            

A China registrou suas primeiras mortes por covid-19 em cerca de seis meses e voltou a retroceder suas medidas de controle da pandemia. As três vítimas, que eram de Pequim, tinham 87 anos e com doenças pré-existentes. O número de casos na capital mais que dobrou nos últimos quatro dias. O país asiático registrou cerca de 26 mil novos casos no domingo, 20/11.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.