Mercado

Ibovespa fecha em alta após IPCA positivo; inflação dos EUA segue no radar

Bolsa sobe, com mercado digerindo inflação de agosto, abaixo do esperado

Ibovespa
O Ibovespa é o principal índice de ações da B3, a Bolsa de Valores do Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

Após instabilidade mais cedo, o Ibovespa acelerou a velocidade de alta, fechando em alta nesta terça-feira (12), na contramão de Nova York. Na máxima, o principal índice da bolsa passou dos 118 mil pontos, mas perdeu fôlego antes do fechamento, reduzindo os ganhos. Simultaneamente, o dólar também subiu.

Assim, no fim da sessão, o Ibovespa registrou alta de 0,93%, a 117.968,12 pontos. Na semana, o índice acumula alta de mais de 2% e anula as perdas da semana passada. No mês, o Ibovespa avança quase 2%, e, no ano, a alta é de mais de 7%.

Dólar hoje

Simultaneamente, o dólar fechou em alta de 0,44% em relação ao real, cotado a R$ 4,9530. No mês, a divisa dos Estados Unidos está estável, mas, no ano, tem mais de 6% de desvalorização ante o real.

No cenário internacional, o dólar também subiu nesta terça. O DXY, índice que mede o desempenho da moeda norte-americana ante outras divisas importantes, fechou em alta de 0,14%, a 104,71 pontos.

Ações em alta do Ibovespa

Entre as maiores altas da bolsa nesta terça-feira, destaque para a Get Ninjas, plataforma digital agregadora de serviços domésticos, que teve alta de mais de 8%. Em seguida, ficou a Log-In, de logística intermodal.

Entre as empresas de maior volume, destaque para a Dasa, do setor de saúde, que foi a quinta que mais subiu no pregão, com volume de mais de R$ 11 milhões. Veja a lista das cinco que mais subiram

  • Get Ninjas (NINJ3) +8,74%
  • Log-In (LOGN3) +8,48%
  • Ômega Energia (MEGA3) +8,23%
  • Padtec (PDTC3) +7,75%
  • Dasa (DASA3) +7,15%

Ações em baixa

Entre as maiores quedas, quem liderou foi a Traders Club, de serviços para investidores. A empresa anotou baixa de mais de 3% no dia, seguida pela Infracommerce. A empresa de serviços para e-commerces e marketplaces desceu mais de 2%.

Na lista, destaque também para a Braskem, empresa de maior volume no ranking das que mais desceram no dia, com quase R$ 100 milhões movimentados. Veja as cinco empresas mais perderam no pregão.

  • Traders Club (TRAD3) -3,33%
  • Infracommerce (IFMC3) -2,63%
  • Braskem (BRKM5) -2,35%
  • Locaweb (LWSA3) -1,85%
  • Alliar (AALR3) -1,64%

Os rankings contemplam ações que movimentaram mais de R$ 1 milhão no dia. As cotações foram apuradas entre as 17h15 e as 17h18, depois do fechamento, mas podem passar por atualizações.

IPCA

No cenário interno, destaque principalmente para o IPCA, divulgado nesta manhã. O principal indicador de inflação subiu 0,23% em agosto, apesar da queda no preço dos alimentos. O aumento veio aquém do esperado pela média do mercado, que previa alta de 0,28%. Em 12 meses, a inflação é de 4,61%. Em julho, estava em 3,99%.  

“A elevação em 12 meses do IPCA é resultante, entre outros fatores, de uma base de comparação depreciada já que no ano passado o governo fez um grande esforço de controlar preços antes do pleito eleitoral. Em agosto do ano passado, a variação havia sido uma queda de 0,36%”, diz o economista André Perfeito, que aposta em uma Selic  a 11,75% ao final do ano.

Entre os destaques negativos está a conta de luz, que segue acelerando com o fim dos créditos de Itaipu. Também a alta dos combustíveis pressionou os preços para o alto. “O resultado foi bom e já podemos ver isso refletindo na curva de juros, que segue caindo”, diz Andre Fernandes, da A7 Capital, que prevê um aumento nas apostas de corte de 0,75% nos juros na próxima reunião do Copom.

Bolsas mundiais

As bolsas de Nova York fecharam em baixa, com o mercado esperando uma aceleração no índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA, a ser publicado na quarta. Além disso, o lançamento do novo iPhone não empolgou e a Apple encerrou o pregão no vermelho, impactando as ações de tecnologia como um todo.

O índice Dow Jones fechou com queda de 0,05%, aos 34.647,44 pontos; o S&P 500 recuou 0,57%, aos 4.462,03 pontos; e o Nasdaq teve perdas de 1,04%, aos 13.773,61 pontos.

Na Europa, as bolsas fecharam mistas. Em Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,41%, aos 7527,53 pontos; em Frankfurt, o DAX caiu 0,54%, aos 15715,53 pontos; em Paris, o CAC 40 perdeu 0,35%, aos 7252,88 pontos; em Milão o FTSE MIB subiu 0,21%, aos 28584,58 pontos; em Madri, o Ibex 35 avançou 0,26%, aos 9459,80 pontos; e, em Lisboa, o PSI 20 caiu 0,04%, aos 6153,34 pontos. As cotações são preliminares.

Com informações do Estadão Conteúdo

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre investimentos? Faça os cursos gratuitos no Hub de Educação Financeira da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias