Mercado

Mercado financeiro hoje e Morning Call Safra: IPCA-15 e Lula no foco; cenário de cautela no exterior

Entre os indicadores nos Estados Unidos está previsto para o dia o de encomendas de bens duráveis e o PMI composto, industrial e de serviços preliminar

Números sendo mostrados em uma tela
Bolsa de valores. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

Em meio a apostas em desaceleração da inflação interna, o IPCA-15 de março é o destaque da agenda nacional, às 9h. Os investidores também acompanham os desdobramentos da reunião presidencial com ministros, às 10h30.

Entre os indicadores nos Estados Unidos está previsto para o dia o sobre encomendas de bens duráveis em fevereiro (9h30) e o PMI composto, industrial e de serviços preliminar de março (10h45). O presidente do Fed em St. Louis, James Bullard, discursa em evento (10h30), sob desconfiança de investidores de contágio do sistema bancário e com a possibilidade do aperto monetário do Fed provocar uma recessão na economia americana.

A Cemig divulga balanço trimestral, após o fechamento da B3.

No exterior

Na zona do euro e na Alemanha, os PMIs mostraram uma inesperada queda no segmento industrial, após alta de 25 pontos-base de juros pelo Banco da Inglaterra (BoE) ontem. No Reino Unido, as vendas no varejo ficaram acima do esperado em fevereiro ante janeiro e caíram menos que as previsões na comparação anual.

Nos Estados Unidos, ontem a secretária do Tesouro, Janet Yellen, mudou de tom e disse que ferramentas emergenciais poderão ser utilizadas de novo para resgatar bancos regionais americanos, se necessário, após o recente colapso do Silicon Valley Bank e do Signature Bank.

Na Ásia, o setor financeiro puxou as bolsas para baixo nesta sexta-feira. A ação do britânico HSBC, que tem foco na região, sofreu queda de 2,89% em Hong Kong, enquanto a do japonês Resona Holdings caiu 2,61% em Tóquio, por temores de recessão ampliados por novos aumentos de juros nos EUA e Europa esta semana.

No Brasil

O mau humor internacional deve pesar sobre o Ibovespa, que pode continuar sob pressão diante dos ruídos institucionais entre o governo Lula e o Banco Central, após a manutenção da taxa Selic em 13,75% ao ano nesta semana, sem sinais de corte de juros mas com alerta de eventual alta se houver risco de desancoragem de expectativas de inflação.

O tombo de mais de 3% do petróleo deve pesar em ações do setor e os investidores devem repercutir também balanços de empresas de vários setores divulgados ontem à noite.

O Ibovespa caiu ontem aos 97.926,34 pontos (-2,29%), menor pontuação de fechamento desde 18 de julho, enquanto o dólar à vista subiu aos R$ 5,29 (+1,01%) puxando junto a curva de juros futuros. Acompanhe no Morning Call Safra:

*Com informações da Agência Estado

Para saber ainda mais sobre investimentos e educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias