Mercado

Mercado financeiro hoje: foco no Copom e Fed, depois de China manter juros

E o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontra com o presidente dos EUA, Joe Biden, às margens da Assembleia Geral da ONU

Selic. Foto: Adobe Stock
É unanimidade entre os analistas do mercado que o Comitê de Política Monetária deve fazer mais um corte de 0,50 ponto percentual na taxa básica de juros. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

Nesta quarta-feira, 20/9, as atenções se concentram nas decisões de política monetária do Estados Unidos e do Brasil. No caso do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), o mercado ainda focará na entrevista do presidente Jerome Powell.

E o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que antecipou sua viagem de volta Brasil para hoje, se encontra com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, às margens da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Ontem, em seu discurso de abertura na Conferência, ele afirmou que mudanças climáticas e desigualdade são os principais desafios do mundo.

Bolsas da China e Europa

O quadro é de relativa tranquilidade nos mercados internacionais, que esperam, mais do que a decisão dos juros nos Estados Unidos, sinais do Fed sobre os próximos passos. Há expectativa ainda maior pelas palavras de Jerome Powell após a divulgação da taxa, que deve permanecer no nível de 5,25% e 5,50% ao ano.

As bolsas asiáticas fecharam em baixa após o Banco do Povo da China (PBoC, o banco central chinês) manter suas taxas de juros. Já as europeias sobem, na esteira de uma inesperada desaceleração na taxa anual de inflação ao consumidor (CPI) do Reino Unido em agosto, para 6,7%, um dia antes de o BC inglês definir juros.

+ Inflação controlada: como os Bancos Centrais definem a taxa de juros?

Com isso, a libra chegou a tocar o valor mínimo em quase quatro meses, enquanto os rendimentos dos Gilts (títulos do governo do Reino Unido) caíram e o euro subiu.

Na Alemanha, o PPI (Índice de Preços ao Produtor, um indicador de inflação) teve queda anual de 12,6% em agosto, a maior na série histórica iniciada em 1949. Já o dólar ante a moeda japonesa operou acima de 148 ienes pela primeira vez desde novembro de 2022.

Na sexta-feira, o BC do Japão também revisa sua política monetária.

À espera da Selic

A discreta busca por risco no exterior pode permitir ajustes nos ativos locais, em um cenário de espera sobre a decisão do Copom sobre a Selic. Para hoje, a projeção é unânime de corte de 13,25% para 12,75%, com grande expectativa em torno do comunicado.

O que é taxa Selic? Entenda como ela afeta seu dinheiro

Ontem o Ibovespa fechou o dia em queda 0,37%, a 117.845,78 pontos. Já a moeda norte-americana fechou em alta em relação ao real, com ganhos de 0,35%, cotada a R$ 4,8730.

Entre as maiores altas do dia, destaque para a Marfrig, do segmento de proteína animal, que subiu mais de 4% ao final do pregão e deteve o maior volume entre as empresas que registraram os maiores ganhos do dia: mais de R$ 100 milhões.

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.