Mercado

Mercado hoje: dados sobre a indústria no Brasil e nos EUA ditam a agenda

O primeiro dia de agosto traz uma agenda mais robusta com indicadores, balanços e retomada das sessões no Congresso. É também o primeiro dia de reunião do Copom

Bolsa do Brasil B3
A Bolsa do Brasil (B3) fechou em alta de 1,42%, aos 112.486 pontos. Foto: Divulgação/B3

Por Redação B3 Bora Investir

O primeiro dia de agosto traz uma agenda mais robusta com indicadores, balanços e retomada das sessões no Congresso. É também o primeiro dia de reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).

Nos EUA são esperados os PMIs da indústria. Aqui, destaque para a produção industrial brasileira, balança comercial e o PMI industrial.

Entre os balanços estão os de Klabin, Cielo, e Caterpillar.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem reuniões com o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, e com a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, em meio à iminente reforma na Esplanada.

O Plenário do Senado tem quatro itens na pauta de votação. Um deles é o projeto de lei que permite o uso de valores depositados em planos de previdência complementar aberta como garantia para empréstimos bancários.

Já a Câmara deve analisar as mudanças feitas pelo Senado no texto do Regime Fiscal Sustentável, mais conhecido como Novo Arcabouço Fiscal. Segundo o site do Senado, a principal parte alterada no Senado foi a retirada do cálculo do Fundeb do arcabouço.

No exterior

O PMI industrial da zona do euro caiu de 43,4 em junho para 42,7 em julho, atingindo o menor patamar em 38 meses. O PMI industrial da Alemanha caiu de 40,6 em junho para 38,8 em julho, atingindo o menor nível desde maio de 2020. O PMI industrial do Reino Unido caiu de 46,5 em junho para 45,3 em julho, atingindo o menor nível em sete meses.

Na China, segunda maior economia do mundo, o PMI industrial recuou a 49,2 em julho. Todos estão abaixo de 50, o que significa contração da atividade.

Os balanços corporativos positivos na Europa, como o do HSBC e da BP, acabam ficando em segundo plano. Na Austrália, RBA, o BC do país, manteve os juros em 4,10% ao ano pelo segundo mês seguido, surpreendendo analistas, que esperavam alta.

No Brasil

O fôlego do Ibovespa pode ser limitado pela bolsa americana e queda do petróleo neste primeiro pregão de agosto.

As ações da Sabesp ficam no radar, após o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, anunciar ontem que manterá o processo de privatização da companhia.

O recuo esperado de 0,1% da produção industrial de junho deve apoiar as apostas de redução da Selic amanhã dos atuais 13,75%. A curva dos DIs apontava ontem à tarde 70% de chance de corte de 50 pontos-base e 30% para -25 p.b.

+ Fim da renda fixa? Veja como a queda da Selic afeta seus títulos

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse ontem que com as condições dadas pelo Congresso e o governo, os juros vão baixar. “Não vejo ninguém com a vontade de permanecer os juros no tamanho que estão. Eu penso que o presidente Roberto Campos, com sua diretoria, estão observando todos esses movimentos. E, agora, sim, com as condições para as quais todos contribuímos, o juro vai baixar”, acrescentou, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura.

Lira disse esperar que, se a reforma tributária for promulgada ainda neste ano, a discussão de leis complementares na Câmara venha no primeiro semestre de 2024.

*Com informações da Agência Estado

Para mais conteúdos sobre investimentos, confira os conteúdos gratuitos do Hub de Educação Financeira da B3. Esse, por exemplo, é sobre Como Investir em Ações no Exterior.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias