Mercado

Mercado hoje: índice de preços ao consumidor dos EUA é destaque na agenda

Investidores buscam pistas sobre os próximos passos do ajuste monetário do Federal Reserve, após o payroll misto em julho

Painel de cotação. Foto: Adobe Stock
Bolsa de valores: apresentação de arcabouço fiscal ao presidente Lula é monitorado pelos investidores. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

O índice de preços ao consumidor dos Estados Unidos (CPI) é o principal driver dos mercados desta quinta-feira, 10/8. Os investidores buscam pistas sobre os próximos passos do ajuste monetário do Federal Reserve, após o payroll misto em julho.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) também publica relatório mensal.

+ China: deflação e tombo nas exportações preocupam o mercado

No Brasil, o volume de serviços e uma série de balanços, como B3, Cyrela e Sabesp, devem apontar sinais sobre a atividade interna.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participa de sessão no Senado para apresentação do Relatório de Inflação (RI) e do Relatório de Estabilidade Financeira (REF).

No exterior

Nos Estados Unidos, tanto o índice cheio quanto o núcleo do CPI deverão subir 0,2% em julho ante junho. Já na comparação anual, as altas deverão ser de 3,2%, de 3,0% em junho. O núcleo, por sua vez, deve ter crescido 4,8%, repetindo o resultado do mês anterior, segundo o Projeções Broadcast.

Na Europa, o Banco Central Europeu (BCE) publicou boletim no qual reafirma o quadro de incerteza para a inflação e também para a atividade na zona do euro, além de voltar a dizer que fará o necessário para levar a inflação de volta à meta de 2%, enfatizando que agirá a partir dos indicadores por vir.

No Brasil

Os mercados podem ter oscilações estreitas antes do CPI dos EUA e devem repercutir na abertura os dados de serviços no Brasil e também balanços de empresas e bancos, como BB e Rede D’Or.

A expectativa para o volume de serviços é de alta de 0,4% na margem em junho (mediana), após avanço de 0,9% em maio. Na comparação interanual, o setor deve crescer 4,2% em junho, ante alta de 4,7% em maio. Apesar da expansão esperada, a tendência para o segundo semestre é de desaceleração do setor, sob os efeitos defasados da política monetária contracionista do Banco Central, segundo economistas consultados pelo Projeções Broadcast.

+ Juros altos inibem melhora do varejo; vendas ficam estáveis em junho

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, também será monitorado após ter sido o voto decisivo no Copom para chancelar o corte de 0,50 ponto porcentual da taxa Selic, a 13,25% ao ano, na semana passada, surpreendendo grande parte dos analistas do mercado que apostava em redução de 0,25 pp.

Ontem, o Ibovespa registrou a sétima queda consecutiva, somando uma desvalorização de 2,90% em agosto, sob impacto da deflação na China e expectativas pelo CPI americano, enquanto o dólar emendou o terceiro pregão consecutivo de valorização, a R$ 4,9050 (alta de 0,15%), acumulando ganhos de 3,71% no mês, o que reduz as perdas no ano para 7,10%.

*Com informações da Agência Estado

Quer entender mais sobre a análise técnica de ações? Confira este curso gratuito disponibilizado pelo Hub de Educação Financeira da B3

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.