Mercado

Mercado hoje: Pnad e PCE nos EUA entram no radar dos investidores

Além disso, será divulgada a ata do Banco Central Europeu (BCE) e a presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) de Boston, Susan Collins, discursa

Bolsa de valores. Foto: Divulgação B3.
Bolsa: investidores também monitoram Haddad e Tebet, que participam de evento. Foto: Divulgação B3.

Por Redação B3 Bora Investir

O envio do Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2024 ao Congresso é um dos destaques desta quinta-feira, 31/08, último dia de agosto. Entre os indicadores locais, tem a divulgação da Pnad Contínua do trimestre encerrado em julho.

Lá fora, as atenções ficam na leitura de julho da inflação PCE nos Estados Unidos, que será acompanhada por renda pessoal e gastos com consumo. Além disso, será divulgada a ata do Banco Central Europeu (BCE) e a presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) de Boston, Susan Collins, discursa.

No exterior

Na Europa, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu 5,3% em agosto, na comparação anual e analistas previam alta menor, de 5,1%. Já o núcleo também avançou 5,3%, como esperado.

A taxa de desemprego da zona do euro continuou em 6,4% em julho. As vendas no varejo da Alemanha caíram 0,8% em julho ante junho, abaixo da expectativa de analistas, que previam estabilidade no período. Integrante do conselho do Banco Central Europeu (BCE), Isabel Schnabel afirmou que o quadro atual é de “incerteza” para a economia da zona do euro, com riscos de baixa e de alta. O economista-chefe do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Huw Pill, afirmou hoje que “tende a preferir” uma abordagem de manter os juros constantes por mais tempo.

+ CVM aprova aumento no limite de ressarcimento para investidores lesados por corretoras

Nos EUA, o presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, defendeu postura cautelosa na política monetária, no quadro atual, ao considerar que ela já está em nível “apropriadamente restritivo”. Os analistas do mercado financeiro permaneceram cautelosos com as perspectivas para a atividade econômica chinesa, após a divulgação do índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial e do setor de serviços do país. A Capital Economics diz que os dados sugerem uma “leve melhora” da atividade econômica chinesa.

No Brasil

Antes do dado de inflação dos EUA, os mercados locais devem reagir à aprovação do Carf, comemorada pelo governo.

Os investidores monitoram também a aprovação do projeto de lei que prorroga a desoneração da folha de salários para 17 setores da economia até 2027, o que significa menos recursos para melhorar o ambiente fiscal. Em meio à pressão de prefeitos, o parecer aprovado também reduz de forma progressiva a alíquota da contribuição previdenciária para todos os municípios brasileiros até 2027. O impacto calculado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) é de R$ 7,2 bilhões anuais.

+ Por que o mercado está preocupado com o orçamento do governo em 2024? Entenda

A ministra do Planejamento, Simone Tebet, afirmou ontem à noite que o projeto de lei orçamentária de 2024 (PLOA) chegará ao Congresso nesta quinta-feira, 31, às 16h. Na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO), Tebet voltou a destacar a importância de o Congresso aprovar no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) o dispositivo que pendura para o próximo ano R$ 32 bilhões, calculados a partir da previsão de inflação até o fim de 2023.

“Sem despesas condicionadas, estamos falando em corte de despesas sociais”, apontou Tebet. Segundo a ministra, no PLOA existe até mesmo parcela do Bolsa Família carimbada como despesa orçamentária.

Aprenda a investir em ações. Confira este curso gratuito disponibilizado pelo Hub de Educação Financeira da B3

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias