Mercado

Mercados financeiros hoje: investidores repercutem IPCA-15, fiscal e Petrobras

No exterior, bolsas operam em baixa, mas com variações modestas

moedas
Investidores avaliam números de inflação, emprego e fiscal nesta terça-feira. Foto: Pixabay

Na volta do feriado nos Estados Unidos, os mercados ficam atentos hoje à leitura de maio do índice de confiança do consumidor no país e a discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), em busca de pistas sobre a política monetária americana. Ainda o IPCA-15 de maio, os dados do governo central e o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de abril devem dar uma ideia do cenário de inflação, fiscal e do mercado de trabalho local.

Exterior

Os rendimentos dos Treasuries e o dólar recuam moderadamente, após o feriado americano em meio aos sinais mistos dos índices futuros de Nova York, com investidores à espera de falas de dirigentes do Fed, do índice de confiança do consumidor e leilões de títulos do Tesouro dos EUA. Em entrevista, o presidente da distrital do Fed em Minneapolis, Neel Kashkari, disse que quer ver “muitos meses mais de dados positivos de inflação” para ganhar confiança de que o Fed pode começar a cortar juros.

Na Europa, as bolsas operam em baixa e com variações modestas, com investidores atentos a sinais sobre a trajetória de juros na região e a ganhos do petróleo, impulsionados por expectativas de maior demanda por combustíveis durante a chamada “Summer driving season” dos EUA, período iniciado no fim de semana em que aumenta o uso de veículos no país.

Mais cedo, as dirigentes do Fed Loretta Mester e Michelle Bowman falaram durante conferência no Japão. Mester, de Cleveland, disse que o forward guidance pode ser usado como ferramenta de política monetária, além de servir uma forma de comunicação com os agentes do mercado. A diretora Michelle Bowman afirmou que a instituição deverá manter o ritmo de redução do balanço patrimonial para que a política monetária permaneça suficientemente restritiva, com o objetivo de alcançar a meta de inflação.

Brasil

O ambiente misto nas bolsas lá fora pode limitar o desempenho do Ibovespa em meio à valorização do petróleo e repercussões da primeira entrevista da nova presidente da Petrobras, Magda Chambriard. Ações da Vale podem continuar voláteis diante das perdas de 2,11% do minério de ferro na China.

Investidores devem avaliar também os dados locais em meio a quedas dos rendimentos dos Treasuries e da moeda americana, que sugerem alívio aos juros e ao câmbio, em meio ainda a uma mensagem hawkish do diretor de política monetária do BC, Gabriel Galípolo. Investidores avaliam os números do IPCA-15 e do Caged de abril. E para o resultado do Governo Central a projeção é de superávit de R$ 12,6 bi em abril, após déficit de R$ 1,527 bi em março.

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse ontem que a medida provisória (MP) que estabelecerá a compensação da desoneração da folha de pagamento está pronta e que o momento do envio será deliberado junto do Senado. No Congresso, o tema é tratado por um projeto de lei relatado pelo líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA).

*Agência Estado