Notícias

Saiba quais são os acordos firmados entre Brasil e China; Lula fala em ampliar parceria

Propostas incluem comércio, exploração espacial e comunicação. Presidentes dos países se reúnem e Lula afirma que “ninguém vai proibir que Brasil aprimore sua relação com a China

Lula e Xi Jinping. Foto: Ricardo Stuckert/PR
Na reunião aberta entre os líderes, Lula afirmou que deseja aprofundar a relação entre os dois países nos próximos quatro anos. Foto: Ricardo Stuckert/PR

Por Redação B3 Bora Investir

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se encontrou nesta sexta-feira, 14/04 (fim na madrugada no Brasil) com o presidente da China, Xi Jinping, no Grande Salão do Povo, sede do governo chinês, na Praça da Paz Celestial. Na reunião aberta entre os líderes, Lula afirmou que deseja aprofundar a relação entre os dois países nos próximos quatro anos – e que “ninguém” poderá proibir essa aproximação.

“Ontem fizemos visita à Huawei, em uma demonstração que queremos dizer ao mundo que não temos preconceito em nossas relações com os chineses. Ninguém vai proibir que o Brasil aprimore sua relação com a China”, disse o presidente brasileiro.

A fala vai ao encontro das declarações do governo chinês de que a visita marca “uma nova era” das relações sino-brasileiras. Lula cumpre visita oficial ao país acompanhado de ministros, do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e da primeira-dama, Janja.

“Penso que a compreensão que o meu governo tem da China é de que nós precisamos trabalhar muito para criar uma relação Brasil-China que não seja apenas uma relação meramente de interesse comercial. Se bem que o interesse comercial é muito importante”, disse Lula.

O presidente chinês preferiu concentrar as suas declarações nas ambições do país e de como o Brasil e o mundo podem se beneficiar do que chamou de “novo paradigma de desenvolvimento”.

“O Partido Comunista está liderando a nação em um esforço conjunto para transformar a China em um grande país socialista moderno em todos os respeitos e para avançar o rejuvenescimento nacional em todas as frentes por meio de um caminho para a modernização”, afirmou o presidente chinês.

Durante a reunião entre os dois líderes, foram assinados 15 acordos comerciais que tratam principalmente do desenvolvimento e cooperação em áreas como agricultura, exploração espacial, ampliação das relações comerciais e intercâmbio de conteúdos de comunicação. Veja a lista abaixo divulgada pelo governo brasileiro.

Acordos comerciais

Dentre os principais acordos comerciais assinados entre Brasil e China, os dois que mais se destacam são o lançamento conjunto do sétimo satélite – CBERS-6 – e o protocolo que deve ser seguido pelos frigoríficos brasileiros para exportação de carne para a China. O Brasil é o maior fornecedor dos chineses.

1. memorando de entendimento sobre o grupo de trabalho de facilitação de comércio;

2. protocolo sobre o desenvolvimento conjunto do CBERS-6 e ‘acordo-quadro sobre cooperação em aplicações pacíficas de ciência e tecnologia do espaço exterior;

3. memorando de entendimento sobre cooperação em pesquisa e inovação;

4. memorando de entendimento sobre cooperação em tecnologias da informação e comunicação;

5. memorando de entendimento para a promoção do investimento e cooperação industrial;

6. memorando de entendimento sobre o fortalecimento da cooperação em investimentos na economia digital;

7. memorando de entendimento (“MDE”) entre o Ministério da Fazenda do Brasil e o Ministério das Finanças da China;

8. memorando de entendimento sobre cooperação em informação e comunicações entre o Ministério das Comunicações e o da Indústria e Tecnologia da Informação da China;

9. acordo de coprodução televisiva entre os governos;

10. memorando de entendimento entre Grupo de Mídia da China e Secretaria de Relações Institucionais da Presidência do Brasil;

11. acordo de cooperação entre Agência de Notícias Xinhua e Empresa Brasil de Comunicação;

12. memorando de entendimento para a cooperação para o desenvolvimento social e rural e combate à fome e à pobreza;

13. plano de cooperação espacial 2023-2032 entre a Administração Espacial Nacional da China e a Agência Espacial Brasileira;

14. plano de trabalho Brasil-China de cooperação na certificação eletrônica para produtos de origem animal;

15. protocolo sobre requisitos sanitários e de quarentena para proteína processada de animais terrestres a ser exportada do Brasil para a China.

Plano de paz entre Rússia e Ucrânia

Durante o encontro a portas fechadas, os presidentes Lula e Xi concordaram sobre a necessidade de diálogo e negociação para encerrar a invasão da Ucrânia pela Rússia. As informações são da agência de notícias Reuters, a partir de fontes da imprensa estatal chinesa.

O colunista do UOL, Jamil Chade, publicou hoje que negociadores de Brasília e de Pequim se debruçaram na busca de um entendimento sobre uma declaração conjunta que tratasse da guerra na Ucrânia.

Segundo o jornalista, os dois países devem fazer um pronunciamento em defesa da paz. Já o Brasil deve assumir que “valoriza” o plano de paz de Pequim – proposto para lidar com as demandas russas e ucranianas – e a China “reconhecer” os esforços do Brasil para buscar caminhos para promover a paz na Ucrânia.

Questão ambiental

A questão ambiental e às mudanças climáticas também foram pauta da reunião bilateral entre os presidentes do Brasil e da China. Lula chegou a pedir um compromisso da China na questão de transição energética e redução dos gases do efeito estufa.

“Contamos com a China na nossa luta pela preservação do planeta Terra, defendendo uma política climática mais saudável. Em que as pessoas possam respirar ar mais puro e beber água mais limpa. Para isso, é extremamente importante uma transição energética para que a gente possa produzir energia mais limpa, sobretudo eólica, solar, biomassa”, disse.

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias