Objetivos financeiros

Como a taxa Selic interfere nos juros pagos na compra de imóveis

Relação entre Selic e financiamento de imóveis é mais indireta que direta. Contudo, é importante estar atento

Moedas, carro e casa representando compra sobre um calendário. Foto: Adobe Stock
Comprar ou alugar um imóvel ou automóvel traz paralelos, mas também diferenças. Foto: Adobe Stock

Por João Paulo dos Santos

Mais uma vez o Comitê de Política Monetária do Banco Central, o Copom, manteve a taxa Selic em 13,75%. Porém, deu sinais de que pode começar a diminuí-la nos próximos meses. A Selic serve como base para as outras taxas de juros no país e também impacta o comportamento da inflação e o retorno dos investimentos. Mas será que ela interfere também na compra de imóveis?

Segundo os especialistas, a resposta para a pergunta é: sim! Contudo, essa ligação não é direta, e ocorre por correlações e consequências. Segundo Fabrício Gonçalvez, CEO da Box Asset Management, quando a taxa Selic está em queda, os juros tendem a diminuir, o que pode tornar o financiamento de imóveis mais atrativo, pois as parcelas mensais tendem a ser menores.

“Por outro lado, a queda da taxa Selic também pode reduzir a rentabilidade de investimentos em renda fixa, como títulos públicos, levando alguns investidores a buscar alternativas, como investir em imóveis para obter uma melhor rentabilidade”, afirma ele.

Já o consultor Ricardo Schweitzer explica que a relação não é direta porque a Selic é uma taxa de curto prazo, ao passo que o valor de um imóvel depende de outros fatores, como o comportamento da inflação (índices de reajustes dos aluguéis) e os juros de longo prazo (que trazem a valor presente esses pagamentos).

“A relação indireta existente é em função do impacto das decisões de política monetária de curto prazo nestes juros de longo prazo. Uma combinação de políticas monetária e fiscal críveis deveria contribuir para que os juros longos fossem mais baixos, o que impacta positivamente no valor dos imóveis”, diz.

Por que estar atento à Selic na hora de escolher de financiamento um imóvel?

Para Ricardo Teixeira, professor dos MBAs da FGV, a decisão da compra do imóvel geralmente é de longo prazo e é importante olhar para a Selic já que nos momentos em que as taxas de juros estão mais baixas. Isso porque em cenários assim o crédito torna-se mais acessível e as parcelas mensais de um financiamento são menores.

Já nos momentos em que elas estão mais elevadas a atratividade se reduz. Isso significa que, se você optar por um financiamento, você provavelmente pagará mais juros ao longo do prazo do empréstimo.

+ Comprar imóvel é investimento? Veja o que levar em consideração

É importante lembrar que a taxa Selic pode variar ao longo do tempo, de acordo com as políticas monetárias do Banco Central e as condições econômicas do país. Por isso, é preciso sempre acompanhar as notícias e atualizações sobre a taxa antes de tomar uma decisão de financiamento imobiliário, pois isso pode impactar diretamente no custo total do empréstimo e nas suas condições de pagamento.

É hora de financiar um imóvel?

Atualmente a Selic segue em seu maior patamar da história, em 13,75% ao ano. Como a taxa básica de juros interfere nos juros de financiamento, o momento ainda é desfavorável para o financiamento de imóveis, de acordo com Gonçalvez. Mas o Copom dá indícios de que esse movimento pode mudar.

“A perspectiva de cortes na taxa Selic pode sinalizar uma redução futura dos juros nos financiamentos, o que pode tornar o empréstimo mais atrativo no médio prazo”, ressalta o CEO da Box Asset Management. 

Schweitzer acredita um ambiente macroeconômico mais tranquilo e confiável com a aprovação do novo arcabouço fiscal e da reforma tributária, também pode colaborar com a queda dos juros de longo prazo, que afetam os financiamentos de imóveis.

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.