Organizar as contas

5 hábitos que vão te fazer guardar dinheiro para investir

Vencer a preguiça e começar a guardar dinheiro pode ser difícil, mas esses hábitos podem ajudar

Conceito de finanças com moeda real do Brasil. Foto: Adobe Stock
Objetivos e metas ajudam na perseverança do hábito. Foto: Adobe Stock

Por João Paulo dos Santos

Vencer a preguiça e começar a guardar dinheiro pode ser difícil, mas esses hábitos podem ajudar

Sair da inércia e começar a guardar dinheiro não é fácil para muitas pessoas. Porém, existem alguns hábitos que podem ajudar a vencer a preguiça e conseguir separar aquele dinheiro todo mês para começar a investir.

O B3 Bora Investir com a ajuda da presidente da Iarep, sigla em inglês para Associação Internacional para Pesquisa em Psicologia Econômica, Vera Rita Ferreira de Mello, separou os principais hábitos que podem ajudar nessa conquista.

Confira os hábitos que vão te ajudar a guardar dinheiro para investir:

1 – Ter um objetivo

Para Vera Rita, ter um objetivo em mente dá significado ao ato de guardar dinheiro, que deixa de ser um comportamento para virar uma meta tangível. “Se você tem um objetivo, dê um nome a ele e inclua na sua conta, se for possível, ou escreva sobre ele em forma de um lembrete na porta da geladeira. Uma imagem que o represente com um gráfico que vai mostrando que você está chegando mais perto dele.. tudo isso realmente ajuda” afirma ela.

Quer aprender a estabelecer bons objetivos de acordo com sua realidade atual? Confira nossa seleção dedicada a te ajudar a organizar as contas e veja como criar metas realistas.

2 – Guardar dinheiro em conjunto

O segundo passo que pode te auxiliar a guardar dinheiro é fazer isso com mais gente. Ter outras pessoas com o mesmo hábito, seja família ou amigos, faz dessa iniciativa um projeto em comum e reforça a permanência do ato. “Quem guarda dinheiro unido permanece unido”, brinca a presidente do Iarep.

A especialista afirma que o ambiente de convívio é um fator de influência nesse quesito poupar. “Quando você tem um grupo de amigos, pessoas com quem você convive, colegas de trabalho, familiares, o que for, que tendem a guardar mais dinheiro, a tendência de você também guardar aumenta”. 

Da mesma forma, ela alerta que se você convive com pessoas que costumam gastar acima do que podem, a chance de você seguir a mesma linha é bem maior. “A gente é influenciado pelo círculo social que nos cerca”.Por isso, é essencial falar sobre dinheiro com seus amigos e familiares. Tenha o hábito de discutir as finanças também em seus relacionamentos.

3 – Ter submetas

Outro hábito que pode ajudar, principalmente em objetivos de longo prazo, ou que não são tão específicos em questão de valor, é ter submetas no período que está guardando o dinheiro.

“Se você está guardando para a aposentadoria, mas ainda é jovem, criar submetas pode te manter animado. Por exemplo, se você já se planejar para ter uma comemoração quando atingir uma determinada idade, já saberá quanto poderá reservar para outros desejos, como fazer uma pequena viagem, ir a um restaurante ou comprar algo caro. Enfim, você se recompensa ao longo do caminho e isso pode te ajudar a se manter no rumo”, aconselha Vera.

4 – Começar com valores pequenos

Outra tática bastante usada para criar o hábito de investir é começar com pequenos valores, ou seja, começar a guardar R$ 5, R$ 10 por semana e aumentar esse valor aos poucos.

Para Vera Rita, esse método é interessante para algumas pessoas já que é a primeira vez que elas se entendem capazes de poupar dinheiro.

+ Como começar a investir com R$ 1, R$ 10 ou pouco mais de R$ 100

5 – Automatizar o ato de guardar o dinheiro

O quinto ponto não é propriamente um hábito, segundo a especialista, mas uma tomada de decisão que pode auxiliar na rotina de economizar: escolher um valor para ser guardado automaticamente do orçamento, o que tira a preocupação com a ação em si.

Isso acontece se você tomar uma decisão na sua instituição financeira, e combinar que x% ou x reais irão para determinada aplicação todo mês. “Assim, você não precisa se preocupar em ter o hábito e você realmente vai guardar porque nem passa na sua mão, você nem fica tentado a gastar aquele dinheiro. Já vai tudo direto para aquela aplicação”, explica Vera. Essa é uma ideia ideal para te ajudar a economizar, certo? Leia outras dicas sobre esse tópico aqui.

Como evoluir de guardar para investir dinheiro

Para Vera Rita, a transição de guardar para investir tem basicamente dois caminhos. Ou a pessoa vai se interessar em aprender por meio de leitura, estudo e cursos confiáveis. Ou ela vai atrás de um profissional de confiança, competente e isento, que possa orientar.

“O profissional pode orientar e a pessoa faz ou contrata uma administradora ou alguém que faça os investimentos para ela. Eu não vejo nada de errado com isso, desde que o profissional seja competente e de confiança. Porque não é todo mundo que tem essa disponibilidade emocional e de tempo para investir. Então, nesse caso pode ser interessante”, ressalta.

+ Por que investir é mais difícil para algumas pessoas?

Para quem precisa fazer um planejamento financeiro, a B3 oferece um curso sobre como organizar suas finanças. Na plataforma de educação, também há cursos sobre investimento e muito mais. Aproveite para continuar aprendendo.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias