Organizar as contas

Cupons de desconto: como funcionam e como achar e aproveitar os melhores?

Com grandes descontos vem grandes responsabilidades: veja como usar os cupons sem cair na tentação do consumismo desenfreado

Moedas, caneta, bloco e cupons de desconto
Moedas, caneta, bloco e cupons de desconto

Por Guilherme Naldis

Um cupom nada mais é do que um código que dá um desconto em compras feitas na internet, tanto para produtos quanto para serviços.

Normalmente, para usá-los, é necessário inserir a sequência de letras e números no campo destinado a isso dentro do carrinho de compras das lojas. Essas “seções” podem ter nomes diferentes, como ‘códigos promocionais’ ou ‘vouchers’. 

Ao inserir o código, o valor final da compra é reduzido, permitindo que você economize dinheiro. “Atualmente os cupons de desconto são oferecidos por diversas marcas e lojas como uma maneira de atrair clientes e fidelizá-los”, explica Ivan Zeredo, diretor de marketing do Cuponomia.

É possível encontrar esses descontos dentro dos próprios sites de vendas ou em sites, plataformas e apps que reúnem cupons de desconto em milhares de lojas, a fim de facilitar o acesso do consumidor a estas oportunidades. 

“Com a ferramenta instalada, basta que o cliente realize buscas no Google ou acesse sites de lojas para receber alertas de desconto”, diz Zeredo. 

+ Como montar uma carteira de investimentos?

Quais são os tipos de cupons?

Hoje existem diversos tipos de cupons de desconto. Cada um deles vai fazer mais ou menos sentido para o consumidor, dependendo do valor da compra, do frete e de sua situação financeira.

Os principais são:  

  • Porcentagem sobre o valor total da compra;
  • Valor fixo em reais e que não muda com o valor da compra;
  • Primeira compra;
  • Frete grátis; e
  • Sazonais, ofertados em datas comemorativas para produtos específicos e correlatos à data, como Dia das Mães, Dia dos Namorados e Black Friday.

Como usar bem os cupons?

Quando o usuário aplica um cupom e paga menos por um produto ele pode comprar mais itens com a mesma quantia de dinheiro. Esse benefício é especialmente útil para produtos de uso regular, como alimentos ou suplementos domésticos.

Os descontos também proporcionam a oportunidade de experimentar novos produtos ou serviços sem o risco financeiro associado. Se o usuário possui um cupom para um produto que, normalmente, ele não compraria devido ao custo, o desconto oferecido pode tornar essa aquisição financeiramente viável.

+ Por que empréstimos não são a melhor forma de sair da inadimplência

+ Milhas: como usar de forma inteligente e evitar o desperdício?

Estar ciente das condições atreladas a cada cupom também é importante: alguns só funcionam se você gastar uma certa quantia mínima ou comprar determinados produtos, ressalta Alana Schmidt, supervisora de SEO do Méliuz.

Schmidt alerta que é comum receber e-mails de lojas que contém cupons de desconto, mas é importante verificar o remetente para garantir que é de fato da própria loja ou de um endereço confiável antes de clicar nos links, para evitar cair em golpes financeiros.

Como encaixar cupons na minha estratégia financeira?

Mas se os cupons são formas inteligentes de economizar, a busca por eles pode se tornar um problema financeiro. Afinal, com tantas opções para tantas necessidades, é fácil se deixar levar pelo consumismo e perder as rédeas das finanças pessoais.

Ainda que os cupons sejam úteis, é necessário usá-los e buscá-los com cautela, pondera Luciana Ikedo, especialista e escritora sobre finanças.

“Desde a hora que acordamos, até a hora que vamos dormir, somos bombardeados com promoções e oportunidades de compras e promoções. Seja pelas redes sociais, TV ou outros meios de comunicação. O controle do impulso de compra por cupons é praticamente o mesmo para compras em geral”.

Para ela, é importante reconhecer que os cupons de desconto podem ser uma ferramenta útil para economizar dinheiro. “No entanto, o desafio está em equilibrar esse impulso de gastar com a necessidade de manter um orçamento saudável e evitar compras desnecessárias”, diz.

O que não fazer com um cupom?

Antes de sair em busca de ofertas, a especialista recomenda se organizar financeiramente através de metas claras e definição de prioridades em relação aos gastos. Assim, é possível avaliar melhor se um determinado cupom de desconto, de fato, se encaixa nas suas necessidades e objetivos. Afinal, a intenção de um cupom é te fazer economizar dinheiro em produtos ou serviços que você já planejava comprar.

Ao encontrar um cupom de desconto tentador, Ikedo aconselha: “faça uma pausa e avalie se o produto ou serviço é algo que você realmente precisa ou se é apenas um impulso momentâneo”.

Sextou sem dinheiro? Como manter a vida social sem estourar o orçamento

Para ela, definir um limite máximo para gastos mensais ou semanais em compras também é uma boa ideia. “Dessa forma, mesmo com os cupons de desconto, você terá um controle sobre o valor total que está disposto a gastar”.

Nem sempre a compra mais barata é a melhor opção, conclui. “Considere a qualidade do produto ou serviço e o valor que ele agrega à sua vida a longo prazo”, completa.

Para saber ainda mais sobre investimentos educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias