Organizar as contas

Gasta mais quem namora ou quem está solteiro?

Independente do status amoroso, os gastos mensais e anuais devem ser organizados

Veja quanto custa namorar ou seguir solteiro. Foto: Pexels
Veja quanto custa namorar ou seguir solteiro. Foto: Pexels

O Dia dos Namorados, comemorado nesta quarta-feira (12), é uma data cheia de romantismo. Mas também desperta atenção quanto aos gastos com jantares românticos e presentes, que podem não parecer nada no dia a dia, mas que, no final do mês, podem apertar as contas. Para os solteiros, porém, o risco de desequilíbrio financeiro com o padrão de vida adotado também pode trazer impactos.

Por isso, observar com atenção como andam as despesas, organizar as contas e alinhar seus objetivos financeiros com as receitas disponíveis são passos fundamentais para manter um padrão de vida sem tantos “cortes” no orçamento, independente do status amoroso.

Para o analista de pesquisa da Rico Antônio Sanches, existe uma brincadeira didática que permite comparar o que seria considerado “mais vantajoso” em termos econômicos: namorar ou ficar solteiro?

Namorar ou seguir solteiro?

Com base numa “calculadora do amor” da TV Globo, apresentado em 2013, Sanches atualizou os cálculos de acordo com a inflação acumulada no período. Considerando apenas os primeiros cinco meses de 2024, a inflação foi de 2,27%. Em 12 meses, o IPCA acumula alta de 3,93%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo Sanches, um casal gastava cerca de R$ 20.810 por ano em 2013 para manter um estilo de vida cheio de saídas e jantares. Com a correção da inflação, esse valor em 2024 seria de R$ 38.715,42.

Já os solteiros, que gastavam R$ 28.200 por ano, veriam esse valor saltar para aproximadamente R$ 52.500. Confira as tabelas com os valores a seguir.

Namorando – gasto anual em 2013Namorando – gasto anual em 2024
R$ 20.810,00R$ 38.715,42
Solteiro – gasto anual em 2013Solteiro – gasto anual em 2024
R$ 28.200,00R$ 52.463,95

Gastos mensais

“Agora, considerando uma regra de ouro da educação financeira, onde 50% do salário vai para gastos essenciais, 30% para investimentos e 20% para lazer, veja o quanto você precisaria ganhar para bancar esse estilo de vida”, diz Sanches.

Conforme o cálculo, caso você esteja em um relacionamento, precisaria de um salário mensal de R$ 16.130. Se você está solteiro, precisaria de R$ 21.900 por mês.

Salário mensal – 20% de lazer – NamorandoR$ 16.130,00
Salário mensal – 50% de lazer – NamorandoR$ 6.452,57
Salário mensal – 20% de lazer – SolteiroR$ 21.859,98
Salário mensal – 50% de lazer – SolteiroR$ 8.743,99

“Porém, se destinarmos os 30% de investimentos para lazer, os valores diminuem”, afirma. Alguém que namora precisaria de cerca de R$ 6.500 por mês e um solteiro, R$ 8.800. “Isso porque praticamente todo o dinheiro seria destinado a manter o estilo de vida divertido”, observa.

Sanches destaca que aqueles que querem seguir à risca as regras de finanças pessoais e manter 30% do salário para investimentos, o salário necessário seria quase três vezes maior para sustentar o mesmo padrão de vida.

Para conhecer mais sobre finanças pessoais e investimentos, confira os conteúdos gratuitos na Plataforma de Cursos da B3.