Objetivos financeiros

Quais tipos de seguros cobrem desastres naturais e como escolher

Saiba o que avaliar na hora de escolher um seguro pensando em possíveis desastres naturais

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Por João Paulo dos Santos

A chegada do verão não traz apenas sentimentos bons de praia, férias e dias bonitos. A temporada também liga o alerta para o aumento de desastres naturais devido principalmente às chuvas fortes da estação. Por isso, a busca por seguros que cobrem tais situações têm aumentado.

Segundo a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), o número de seguros residenciais contratados em 2023 aumentou mais de 13%. Porém, é preciso estar atento na hora de escolher o plano, para se certificar que ele cobre tais prejuízos.

Como escolher um bom plano de seguro

Segundo Paulo Grillo, Diretor de Seguros Pessoais da Alper Corretora de Seguros, em primeiro lugar, é importante entender a quais riscos você está exposto. “Geralmente aqui, para causas naturais, temos tempestades, vendavais, inundações, deslizamento de terra, dentre outros não comuns em nosso país, como terremotos, furacões e nevascas”.

Portanto, é importante ver se a proposta contempla cobertura para o evento ao qual você pode estar exposto. 

“Cada seguradora tem as coberturas que são aprovadas na Susep. Dentro dos produtos apresentados pelas seguradoras, cabe a elas informar o que estará coberto ou não”, afirma ele.

O diretor ainda afirma que é imprescindível avaliar cuidadosamente as necessidades e possibilidades antes de contratar coberturas. 

“Evite a sobrevalorização ou subvalorização dos bens segurados, optando por uma cobertura proporcional ao seu patrimônio”.

Quais tipos de planos cobrem desastres naturais?

De acordo com Grillo, os seguros residencial e de automóveis são os que mais oferecem esse tipo de ccobertura. Mas vale lembrar que é preciso conferir na hora da contratação quais riscos estão cobertos.

Por exemplo, no caso de um carro segurado que foi danificado pela queda de uma árvore, há planos que cobrem o prejuízo, mas não são todos. O mesmo acontece no caso de uma casa danificada pela árvore.

E vale ressaltar que, se a árvore estiver dentro da propriedade, o seguro ainda assim pode ter cobertura dos danos causados ao imóvel – mas não cobre a reposição da árvore.

Já tem um seguro? Veja como verificar a cobertura

Para quem já tem um plano de seguro, vale a pena descobrir se seu contrato já cobre desastres naturais. Para isso, Paulo Grillo aponta a análise da apólice contratada. 

“Principalmente na cobertura de alagamento, no seguro residencial, que usualmente cobre somente por rompimento de tubulações internas. O risco de alagamento por enchentes é bem restrito e precisa de cobertura específica”.

Ele ainda ressalta que, no caso de automóveis, o cliente não pode agravar o risco, pois o alagamento está coberto, mas não quando o segurado agrava o risco, tentando passar em um lugar alagado sem necessidade.

Precisa de ajuda para organizar as contas? Este curso gratuito sobre como organizar suas finanças do Hub de Educação da B3 pode te ajudar — tudo sobre finanças e investimentos você encontra por lá.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias