Objetivos financeiros

Você sabia que pode fazer um test drive antes de investir? Aprenda a usar um simulador

Conheça os simuladores virtuais que permitem que você aprenda com dados reais, mas com “dinheiro de mentira”

Jovem utilizando notebook para simular investimentos. Foto: Adobe Stock
Há na internet diversos simuladores gratuitos que estimam os ganhos de produtos financeiros, sobretudo em renda fixa. Foto: Adobe Stock

Quantas vezes na vida você teve que fazer algo de primeira, sem muita informação e sem tempo para treinar? Pode até ter dado certo, mas, certamente, foi mais estressante e arriscado do que nas vezes em que você teve oportunidade de se preparar para uma tarefa.

E, no caso dos investimentos, é possível, sim, fazer um test-drive com “dinheiro de mentira”, a fim de conhecer as características de diferentes ativos e adquirir a confiança necessária antes de decidir onde, de fato, aplicar seu dinheiro.

Há na internet diversos simuladores gratuitos que estimam os ganhos de produtos financeiros, sobretudo em renda fixa. A partir de informações como prazo de retorno, investimento inicial e aportes mensais, eles calculam qual será o ganho de patrimônio.

Abaixo, listamos algumas dessas ferramentas para que você escolha a que mais se encaixa no seu perfil.

O que é um simulador de investimentos?

Um simulador de investimento é uma plataforma virtual que permite a você ter uma ideia de rentabilidade de um ativo em comparação com outras aplicações do mercado. Por exemplo: você pode simular quanto renderia R$ 1.000 aplicados em Tesouro Direto Prefixado na comparação com a caderneta de poupança, no período de um ano.

Trata-se de uma maneira didática não apenas para descobrir a performance de alguns produtos do mercado, mas também de um instrumento de análise sobre suas expectativas para cada ativo.

Quais os tipos de simulador de investimentos?

Os simuladores de investimento permitem estimar a rentabilidade de uma aplicação em um determinado prazo. Como o próprio nome sugere, essa simulação precisa ter uma base de informações prévias, encontradas, quase sempre, nos ativos de renda fixa (CDB, CDI, Tesouro Direto etc.). Ou seja: é difícil existir um simulador que estipule os ganhos com renda variável (ações, cotas de FIIs, ETFs, BDRs etc.), já que as cotações desses papéis variam muito, dia após dia, no pregão da B3.

A bem da verdade, os simuladores de investimentos poderiam ser chamados de comparadores de rentabilidade. Eles demonstram quanto você ganharia se deixasse uma quantia “x” na aplicação “y” por um determinado número de anos. Em geral, todos têm interface simples, que exigem poucas informações para mostrar os resultados.

Basta preencher:

  • tipo de investimento (CDB/LC, LCI/LCA, Fundo CDI, Poupança ou Tesouro);
  • tipo de rentabilidade (Pré, Pós ou IPCA);
  • valor do investimento inicial;
  • prazo em anos ou meses.

Depois é só clicar em “Calcular” para ver o resultado.

Mas, atenção! É muito importante saber que os simuladores são apenas estimativas com base em taxas de juros e rentabilidades passadas dos investimentos. E rentabilidade de investimentos passados não são garantia de lucro futuro.

Renda Fixa – entre os simuladores mais procurados, estão:

Tesouro Direto

Para conhecer os títulos públicos, existe um simulador específico no Banco Central, cuja interface amigável deixará você à vontade para brincar com as opções de ativos disponíveis (Tesouro Selic, Tesouro Prefixado, Tesouro IPCA);

Outros investimentos a serem considerados

Investir não implica necessariamente a compra de um ativo. Por isso, alguns portais como o Me Poupe! trazem simuladores úteis para você calcular: independência financeira; juros compostos; alugar ou financiar?; quanto custa seu tempo?; reserva de emergência e férias;

Fundos de Investimentos

É possível comparar a performance dos fundos de investimento digitando o nome das carteiras no campo de busca dessas plataformas, que mostrarão quais deles renderam acima ou abaixo de um indexador da sua escolha (Ibovespa, dólar, CDI, IBRX, por exemplo).

A ferramenta da plataforma Mais Retorno permite acessar a rentabilidade dos fundos desde o início, num período de tempo de 1 ou 2 anos e mesmo num intervalo personalizado. Também disponibiliza a comparação com outros produtos e informa o PL (Patrimônio Líquido), Índice de Sharpe, número de cotistas, prazo de resgate, taxas (administração e performance), aplicação mínima e outros dados da gestora. Basta digitar o CNPJ ou os nomes dos fundos que deseja comparar.

Renda Variável

Para não dizer que não existe nenhum simulador de renda variável, o portal Clube dos Poupadores traz uma ferramenta para você calcular quanto precisa ganhar (em pontos percentuais) para recuperar uma eventual perda investindo em ações, fundos imobiliários, ETF, mini índice, dólar e outros ativos. Ao preencher o valor investido (compra do ativo) e o valor resgatado (venda), você saberá o percentual de alta necessário na bolsa a fim de recuperar seu patrimônio.

Depois de se informar melhor sobre as opções de ativos e simular suas escolhas, é hora de decidir onde colocar seu dinheiro, de fato. O próximo passo nessa jornada de investidor é buscar uma corretora de valores e abrir uma conta.

E então, gostou desse conteúdo? Então, continue navegando por nosso blog e leia mais!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias